Motor/Rally Dakar 2013 - ( - Atualizado )

Organização do Dakar volta atrás e pune Sainz em 21 minutos

Nazca (Peru)

Os 21 minutos descontados do tempo do espanhol Carlos Sainz foram novamente acrescentados pela organização do Rally Dakar 2013, que reconheceu uma precipitação ao aceitar o recurso do piloto e declarou que uma análise mais detalhada comprovou que não houve erro no GPS.

O piloto do Time Qatar alegou que o posto de controle não liberou a referência seguinte na etapa que ia em direção a Pisco, por isso o espanhol não cumpriu o roteiro determinado. No entanto, a organização, que havia aceitado as explicações e devolvido a liderança a Sainz, afirmou que o GPS funcionava normalmente.

A alteração fez Sainz, que terminou a segunda-feira na quinta posição, cair para décimo. Ele segue 42 minutos atrás do líder, o francês Stéphane Peterhansel. O espanhol demostrou sua insatisfação com a nova posição do Dakar por meio de sua conta no Twitter.

“Más notícias. A organização decidiu nos punir em 21 minutos. Uma vergonha que dá vontade de pegar as malas. O que aconteceu hoje me mudou!”, escreveu na rede social.

Os pilotos que chegaram a Nazca após a terceira etapa seguem rumo a cidade peruana de Arequipa. O deslocamento será de 429 km e o trecho cronometrado de 288 km.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade