Natação - ( - Atualizado )

Minas Tênis Clube apresenta Poliana Okimoto como reforço da natação

Belo Horizonte (MG)

Nesta quarta-feira, a nadadora Poliana Okimoto foi anunciada como reforço do Minas Tênis Clube. A atleta, que tinha contrato com o Corinthians, sai do clube paulista, onde estava desde 2010, e se junta a outros oito reforços para a equipe de natação mineira.

O Minas Tênis Clube apresentou os nove novos nadadores no Parque Aquático Itambé. Além de Poliana, chegam à equipe minastenista Fernando Silva, Carolina Hurga Mussi, Carolina Bergamaschi, Guilherme Zavanelli, Larissa Simões, Ana Santos, Gustavo Godoy e Felipe Martins.

Poliana Okimoto é recordista brasileira nas provas longas, de 800 e 1.500 m, ambas em piscina curta, com marcas que foram atingidas em 2010. Além disso, a nadadora representou o Brasil nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, e nas Olimpíadas de Londres, em 2012, participando de maratonas aquáticas. Fernando Silva também defendeu as cores de seu país na China, integrando a equipe do revezamento 4x100 m livre. Já Carolina Hurga Mussi, que também chega ao Minas, é recordista brasileira e sul-americana dos 200 m peito.

Divulgação
Okimoto e outros nove atletas foram contratados pelo Minas

Okimoto falou sobre a nova etapa de sua carreira. “Estou muito feliz em defender as cores do Minas Tênis Clube. Estou em treinamento forte há alguns meses e me preparando para as disputadas deste ano. O Minas tem crescido muito nos últimos anos e espero fazer um bom trabalho aqui, para crescer junto com o clube, que tem uma grande história na natação brasileira. Já estou focada nas competições, principalmente, no Troféu Maria Lenk, neste primeiro semestre (abril) e quero representar bem o meu novo clube”, disse a atleta de 29 anos de idade, que já foi eleita por três vezes a melhor maratonista aquática pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e tem uma prata nos Jogos Pan-americanos do Rio-07.

Fernando Silva também não escondeu a satisfação de assinar contrato com a nova equipe. “Estou muito feliz em vir para o Minas, não apenas por ficar mais próximo de familiares. O Minas tem grande tradição e história na natação do Brasil. Sem dúvida é um dos maiores clubes do País e poder trabalhar com o técnico Scott Volkers, que tem larga experiência, será de grande valia para a minha carreira. Espero fazer um bom trabalho e ajudar o Minas a crescer cada vez mais”, frisou o nadador, que é casado com uma belo-horizontina e tem uma filha recém-nascida.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade