Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Agente muda discurso e avisa que Barcos cumpre contrato por gratidão

São Paulo (SP)

Após relatar que sua vontade é que Hernán Barcos não dispute a Série B do Brasileiro, o empresário e irmão do atacante teve que recuar em seu discurso. Em seu Twitter, David Barcos reiterou que disputar uma segunda divisão pode atrapalhar o futuro do jogador na seleção argentina, mas garante o artilheiro no Palmeiras por gratidão.

Irmão não quer Barcos na Série B

“Amigos, declarei que o ideal pela seleção argentina é que o Hernán não jogue a Série B. Não é nada mais do que isso. Ele tem contrato e vai cumpri-lo”, assegurou David Barcos. “É certo que o Palmeiras colaborou para que o Hernán se mostrasse para ser convocado à seleção e estamos agradecidos”, prosseguiu.

De acordo com a imprensa italiana, a Fiorentina está interessada no futebol do atleta, autor de 28 gols em 2012 e convocado com frequência no segundo semestre do ano passado. Barcos já tinha admitido em meio à briga contra o rebaixamento que jogar a Série B dificultaria seu sonho de estar na Copa do Mundo de 2014.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Irmão pensa como Barcos no prejuízo que a disputa da Série B gerará no sonho de estar na Copa do Mundo
No fim de novembro, o atacante publicou vídeo no Facebook dizendo que ficaria no Verdão “por amor”, mas a declaração não convenceu a muitos no clube. Tanto que o ex-atacante César Maluco cobrou gratidão do camisa 9 e o ex-goleiro Marcos conversou pessoalmente com o jogador lembrando que recusou oferta do Arsenal em 2003 para disputar e conquistar a Série B daquele ano pelo Palmeiras.

Em meio à polêmica criada pelas declarações do seu irmão, Barcos não se manifestou mais em suas redes sociais. No sábado, publicou foto com a camisa 29, sua primeira no clube, lembrando que faltavam dois dias para o fim de 2012. “Que 2013 seja muito bom para todos. Estamos juntos”, escreveu.

O contrato de Barcos com o Palmeiras se encerra no começo de 2015 e está avaliado em cerca de US$ 12 milhões (R$ 24,5 milhões) de acordo com o noticiário na imprensa estrangeira - o clube, oficialmente, se recusa até a abrir qualquer negociação. No mês passado, o presidente Arnaldo Tirone chegou a anunciar para conselheiros que o vínculo tinha sido prorrogado até 2016, mas foi desmentido pelo empresário do jogador e também pelo gerente de futebol César Sampaio.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade