Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Após 'cartilha' nas férias, Verdão tem poucos atletas acima do peso

São Paulo (SP)

Os jogadores do Palmeiras saíram de férias em 2 de dezembro com tarefas elaboradas pelo preparador físico Fabiano Xhá para não prejudicarem demais a parte física nas semanas de descanso. Após quatro dias de pré-temporada, foi constatado um pequeno número de quilos a mais e o sucesso da ‘cartilha’.

“Temos poucos problemas com atletas acima de peso”, informou Xhá, comemorando também por ver que o zagueiro Henrique, o meia Patrick Vieira, os volantes João Denoni e Wesley e o atacante Luan, que terminaram 2012 machucados, já estão liberados para treinar.

Só não estão à disposição de Gilson Kleina ainda o lateral esquerdo Fernandinho, que vem de cirurgia no joelho esquerdo, e os meias Tiago Real, em recuperação de luxação no ombro direito, e Valdivia, que não joga desde 6 de outubro por contusão no joelho esquerdo e ainda não se reapresentou para ser avaliado.

“Neste primeiro contato após o retorno das férias, está tudo bem, tudo dentro do esperado. Com exceção de dois ou três jogadores, os outros que saíram lesionados retornaram liberados para executar praticamente todas as atividades. Tenho certeza de que, apesar do pouco tempo, vamos fazer duas semanas muito boas de preparação”, projetou Fabiano Xhá.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Gilson Kleina viu elenco seguir a cartilha de seu preparador físico e, por isso, trabalha com poucos 'gordinhos'
A programação é de que o time comece a trabalhar com bola já nesta semana, visando a estreia no Campeonato Paulista, no dia 20, no Pacaembu, contra o Bragantino. Até agora, os treinamentos são de análise individual e recondicionamento físico.

“Os primeiros dias foram de exames, para termos um parâmetro de como eles estão. A partir daí, fazemos um controle individualizado que vai servir para o ano todo, sem deixar de repetir quinzenalmente ou mensalmente alguns desses testes”, comentou Fabiano Xhá.

“Depois, fazemos uma readaptação orgânica e muscular para prevenir lesões. Dentro desses estudos, podemos averiguar quais são as deficiências e qualidades que eles possuem, e ver onde podemos melhorar ou manter aquilo que os atletas têm de bom”, completou o preparador físico.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade