Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Após perder pênalti, Barcos pede paciência: "O time ainda está duro"

William Correia São Paulo (SP)

Barcos teve em seus pés a melhor chance de o Palmeiras fazer gol neste domingo, mas chutou na trave o pênalti que bateu aos 13 minutos do segundo tempo e a equipe terminou sua estreia no Paulista sob vaias por conta do 0 a 0 com o Bragantino. E o capitão pede calma à torcida que acaba de sofrer com o rebaixamento no Brasileiro.

“É lógico que a torcida está impaciente, não ganhamos, mas eles precisam ter paciência”, disse o camisa 9, reiterando que fez o possível ao cobrar o pênalti sofrido por Souza. “Sempre tento bater longe do goleiro para ele não ter chance, mas pegou na trave”, lamentou.

Em seu primeiro jogo desde a renovação de contrato até 31 de dezembro de 2016, com aumento salarial, o centroavante teve poucas oportunidades, já que Wesley, Patrick Vieira e Luan erraram passes demais na armação. Mas Barcos, que reclamou bastante dos colegas durante o jogo, ressaltou a falta de ritmo.

“Criamos, mas ainda falta um pouco. É o primeiro jogo, estamos um pouco duros. No próximo jogo, vamos estar melhores”, projetou. “Mas merecíamos ganhar do Bragantino. Quem quis ganhar a partida fomos nós. Só que a bola não entrou”, ressaltou.

Na quarta-feira, o camisa 9 tem mais uma oportunidade de fazer o primeiro dos 28 gols que prometeu para esta temporada, mesmo número que marcou no ano passado. Pela segunda rodada do Estadual, o Palmeiras enfrenta o Oeste, em São José do Rio Preto.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Centroavante ressaltou que a equipe entrou em campo ainda sem ritmo de jogo e prometeu melhorar na quarta

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade