Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Em provável treino de adeus, Luan só atua em rachão e escala times

William Correia São Paulo (SP)

A sensação de um dia de despedida para Luan ficou clara no treino da manhã desta quarta-feira. Sem participar do coletivo, o atacante só participou do rachão que encerrou as atividades, e teve a incumbência de distribuir os coletes para escolher as equipes, como se fosse um presente dos companheiros.

A cada colete que entregava, Luan recebia um afago e, ao menos, um sorriso. De longe, o goleiro Bruno brincou com o atacante avisando que Wesley, amigo do camisa 11 fora de campo, gostaria de atuar em sua equipe.

Antes disso, o atacante não participou dos cerca de 30 minutos do coletivo comandado por Gilson Kleina, limitando-se a dar voltas no campo ao lado do volante Souza, que se recupera de edema ósseo no joelho esquerdo, e ouvindo gracejos dos colegas. Parecia realmente que se despedia dos amigos.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Bruno abraça Luan mesmo durante o coletivo, no qual o atacante ficou fora: colegas se despediram do amigo
Esta quarta-feira é o limite do prazo dado pelo diretor executivo José Carlos Brunoro para definir a saída do atacante para o Inter, o que deve ocorrer em uma reunião à tarde. O jogador já acertou as bases salariais com o clube gaúcho, mas o que tem atrapalhado são os nomes que o Verdão quer em troca para ceder Luan por empréstimo até dezembro.

O Palmeiras já aceitou receber o volante Josimar, que trabalhou com Kleina em 2011, e tentou trazer também o atacante Rafael Moura, mas o jogador não aceitou também por veto de seu empresário – é o mesmo do meia Lincoln, a quem o Palmeiras ainda deve. Uma possibilidade agora é o meia argentino Dátolo, que atua em uma posição carente no elenco devido ao frequente desfalque de Valdivia.

Luan chegou ao Palmeiras em 2010 e sempre foi xingado, mas Luiz Felipe Scolari pediu e o clube pagou em 2011 cerca de R$ 7 milhões ao Toulouse, da França, para tê-lo em definitivo. No último dia 20, no 0 a 0 com o Bragantino, primeiro jogo do time no ano, o atacante foi insultado e comunicou à diretoria seu desejo de sair, mesmo tendo contrato até 30 de julho de 2016.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade