Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Ex-zagueiro do Verdão, Danilo é punido por ofensas racistas a Manoel

São Paulo (SP)

Quase três anos depois de ser acusado de ter feito ofensas racistas ao zagueiro Manoel, o ex-palmeirense Danilo foi condenado pela 18ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Hoje defendendo a Udinese-ITA, o também zagueiro terá de desembolsar 540 salários mínimos, cerca de R$ 366 mil, para doar a alguma entidade.

Denunciado por injúria qualificada, o defensor pode ser punido pela terceira vez pelo caso ocorrido em 2010. No mesmo ano do incidente com o jogador do Atlético-PR, Danilo foi punido com 11 jogos de suspensão pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Já em 2012, o beque teve de doar R$ 6 mil em cestas básicas.

Na primeira partida das oitavas de final de 2010, o Verdão recebeu o Furacão no Palestra Itália e, após confusão na área, Danilo cuspiu e desferiu ofensas racistas a Manoel. Assim que o duelo terminou, o jogador do time paranaense foi ao 23º Distrito Policial, no bairro das Perdizes, e registrou um boletim de ocorrência ao lado do então diretor de futebol Ocimar Bocilenho, hoje na Ponte Preta.

O Palmeiras venceu a partida por 1 a 0 e foi para o jogo de volta em Curitiba precisando apenas de um empate para chegar às quartas de final. O jogo terminou empatado em 1 a 1 na Arena da Baixada e o time paulista passou às quartas, quando foi eliminado pelo Atlético-GO nos pênaltis.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade