Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Gilson Kleina fica rouco em treinamento com muitos gols perdidos

William Correia São Paulo (SP)

O terceiro dia de trabalho com bola na pré-temporada do Palmeiras foi com uma atividade usando quase o campo todo nesta quarta-feira. A movimentação dos jogadores até foi boa, mas o problema ocorreu nas finalizações. Gilson Kleina gritou demais e terminou a manhã rouca diante dos erros de seus comandados.

O exercício usava metade do campo principal da Academia de Futebol. Os 18 jogadores de linha que estavam à disposição – Maikon Leite segue repousando em casa após ser internado com fortes dores abdominais e Tiago Real e Fernandinho ainda tratam de lesões – foram divididos em três equipes, sendo uma que ficava de fora. Todas deixaram a desejar chutando a gol.

O ponto alto dos gritos de Kleina ocorreu já nos minutos finais, quando Valdivia recebeu com liberdade na grande área, só com o goleiro à frente, e tentou por cobertura. A bola passou por cima do travessão e o técnico gritou “Vamos retomar”. Até os jogadores em campo cobraram o meia. “Faz o gol, Valdivia”, disseram ao chileno, que se agarrou às grades após o lance e voltou ao campo sorrindo.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
O técnico Gilson Kleina perdeu até a voz ao orientar os seus jogadores no treinamento desta quarta-feira
Mas não foi somente o camisa 10 que falhou. Ao longo da atividade, quase todos os jogadores perderam chances claras como ele, embora não de forma tão displicente. Kleina gastou a voz não só por isso, mas também para ajustar a movimentação de seus atletas, visando a estreia no dia 20, no Paulista, contra o Bragantino, no Pacaembu.

Na divisão dos três times nesta quarta-feira, o técnico deixou os zagueiros Maurício Ramos e Henrique, o lateral esquerdo Juninho, o lateral direito Ayrton e os meias Valdivia e Mazinho com colete laranja, os volantes Wesley, Souza e Márcio Araújo, o meia Patrick Vieira e os atacantes Luan e Barcos de branco e o zagueiro Marcos Vinícius, os volantes João Denoni e Wendel e os atacantes Índio, Caio e Emerson só com a camisa azul de treinamento.

O Palmeiras volta a treinar durante a tarde, mas com portões fechados, assim como nos dois turnos desta quinta-feira. A imprensa só voltará a ter acesso a uma atividade palmeirense na manhã de sexta-feira. No domingo, sem a presença dos jornalistas, o time realizará na Academia de Futebol um jogo-treino contra o São Caetano.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade