Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

No dia da reapresentação, Assunção aparece na Academia para negociar

São Paulo (SP)

Sem contrato desde segunda-feira, Marcos Assunção apareceu na reapresentação do elenco do Palmeiras na tarde desta quinta-feira, na Academia de Futebol. Mas não para treinar. O volante chegou acompanhado de seu empresário para se reunir com o presidente Arnaldo Tirone e negociar sua renovação.

“Vim desejar um bom ano aos jogadores e aos funcionários do centro de treinamento e também definir o meu futuro", disse o volante, que só se manifestou através do site oficial do clube – prefere não dar entrevistas para evitar problemas.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Obstáculo para renovação do volante é alta pedida salarial, mesmo com 36 anos e frequente lesão
"Já disse e repito que quero permanecer no Palmeiras. Temos mais alguns dias de negociação e espero que o final seja feliz”, prosseguiu o meio-campista, que está no Palmeiras desde abril de 2010.

O principal empecilho para a prorrogação é a pedida salarial do jogador de 36 anos, desfalque frequente no segundo semestre por dores no joelho direito.

O veterano quer ficar, embora seu agente, Ely Coimbra Júnior, esteja impaciente com a falta de definição de Tirone.

O que atrapalha qualquer negociação neste momento no clube é o poder recentemente concedido ao Conselho de Orientação e Fiscalização (COF) de até vetar contratações, mas o próprio presidente da entidade, Alberto Strufaldi Neto, pede esforço por Assunção, fundamental na conquista da Copa do Brasil no ano passado e que deseja se aposentar em 2013 pelo Verdão.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade