Futebol/Copa Libertadores - ( )

Otimista, Prass lembra títulos de LDU e Once Caldas na Libertadores

Bruno Ceccon São Paulo (SP)

O fato de disputar a Série B do Campeonato Brasileiro em 2013 não impede o Palmeiras de fazer uma boa campanha na Copa Libertadores. Essa é a opinião do experiente goleiro Fernando Prass, que citou duas das maiores zebras da história do torneio continental como argumento.

“Já vimos exemplos na Libertadores de times com poucas expectativas chegarem a ter êxito. É um torneio diferente dos pontos corridos. A primeira fase é classificatória e depois tem mata-mata. Em dois jogos, nem sempre o favorito vence”, declarou o goleiro.

Apesar de lembrar a possibilidade de sucesso dos francoatiradores na Copa Libertadores, Prass acredita que o Palmeiras, campeão da edição de 1999 do torneio, entrará como favorito na maioria dos confrontos. Ainda assim, ele lembrou duas surpresas.

“Pela tradição e pelo grupo que vai formar, porque acredito que novos jogadores ainda vão chegar, o Palmeiras dificilmente vai deixar o favoritismo para o adversário. Mas LDU e Once Caldas são exemplos recentes de times sem tanto prestígio que foram campeões. Na minha opinião, esses clubes não chegam nem perto do patamar do Palmeiras”, disse.

Então desconhecido, o Once Caldas conquistou a edição de 2004 da Libertadores baseado na força de sua defesa e venceu o poderoso Boca Juniors na final depois de eliminar o São Paulo na semi. Quatro anos depois, a Liga Deportiva Universitaria de Quito bateu o Fluminense em pleno Maracanã na decisão.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Na mesma temporada, o Palmeiras do goleiro Fernando Prass disputará a Libertadores e a Série B do Brasileiro
Campeão da edição de 2012 da Copa do Brasil sobre o Coritiba, o Palmeiras estreia na Copa Libertadores no próximo dia 14 de fevereiro, contra o Sporting Cristal-PER, como mandante. Completam a chave o Libertad-PAR e o vencedor da seletiva entre Tigre-ARG e Deportivo Anzoategui-VEN.

Contratado pelo Palmeiras nesta temporada após se destacar com a camisa do Vasco, Prass não viveu a conturbada gestão de Arnaldo Tirone. Ele mediu as palavras para comentar o assunto, mas se disse esperançoso em relação ao mandato de Paulo Nobre, eleito na noite de segunda-feira.

“Toda mudança gera uma expectativa de melhora, de crescimento e de novas situações, até porque essa eleição deve ter atrapalhado o planejamento do clube. As expectativas são positivas, de que as coisas vão melhorar e o Palmeiras vai crescer ainda mais”, declarou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade