Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Palmeiras inicia era Nobre com vitória sobre Oeste e fim de jejum

São José do Rio Preto (SP)

O Palmeiras reencontrou a vitória nesta quarta-feira, depois de mais de três meses sem triunfar em um jogo oficial. No primeiro duelo desde que Paulo Nobre assumiu a presidência alviverde, o time de Gilson Kleina derrotou o Oeste por 3 a 1, em noite de redenção de Luan e retorno de Valdivia, no estádio Benedito Teixeira, em São José do Rio Preto.

O resultado positivo acaba com um jejum que o Verdão carregava desde o dia 20 de outubro de 2012, quando bateu o Cruzeiro pelo Brasileirão. O argentino Hernán Barcos fez o primeiro gol alviverde nesta quarta e Patrick Vieira assinalou o segundo. Já Serginho descontou para os mandantes.

O time da capital chegou a levar sustos, pois desperdiçou três chances que criou para ampliar o placar. Os números do placar só foram definidos aos 44 minutos, assim que Luan recebeu cruzamento de Valdivia para marcar o gol, depois que o atacante ouviu muitas vaias ao entrar no lugar de Maikon Leite.

O duelo também marcou o retorno de Valdivia aos gramados, após ter se recuperado de lesão no joelho sofrida em outubro do ano passado. Assim, o Palmeiras pôde comemorar sua primeira vitória neste Campeonato Paulista, já que empatou na rodada de abertura.

O Verdão retorna aos gramados no domingo, quando enfrenta a Penapolense, no Pacaembu. Já o Oeste busca a reação contra o São Caetano, no sábado, no estádio dos Amaros.

Arte GE.Net
O jogo - O Palmeiras iniciou a partida mais presente na frente, mas Barcos exibiu um pouco de dificuldade para aproveitar os primeiros cruzamentos que recebeu na área. Ao mesmo tempo, o Oeste encontrou espaços na defesa alviverde, inclusive dando trabalho a Fernando Prass em chute de Serginho. Porém, o Verdão não demorou a se ajustar em campo.

Com Maikon Leite e Patrick Vieira puxando jogadas de velocidade pelos lados, o sistema defensivo do time do interior se viu em apuros, mas a primeira grande chance do Palmeiras só saiu com uma ‘ajudinha’ dos adversários. Depois de cobrança de escanteio alviverde, Peterson errou no corte e mandou na direção do próprio gol, exigindo grande defesa do goleiro Fernando Leal.

Na resposta, Serginho deu mais um chute perigoso, mas Fernando Prass se mostrou atento para evitar o gol. Aos 27 minutos, o time da capital abriu o placar. Ayrton cruzou da direita, Souza ganhou pelo alto e a bola sobrou para Barcos empurrar para as redes.

Assim como fez durante todo o primeiro tempo, o Oeste apostou nos chutes de fora da área, mas a batida de Wanderson passou raspando a trave. Aos 32, o Palmeiras ampliou a vantagem. Wesley recebeu pela esquerda e cruzou para Patrick Vieira, que não precisou saltar muito para acertar um voleio e marcar um golaço.

Ainda no primeiro tempo, Ayrton ainda desperdiçou boa chance, quando recebeu com liberdade pela direita e finalizou, para defesa do goleiro. No último lance, Patrick Vieira encarou a marcação e concluiu, mas o arqueiro do interior conseguiu segurar.

As duas equipes voltaram sem alterações para o segundo tempo e não mudaram suas respectivas estratégias. Serginho arriscou a batida de fora da área, com perigo, e viu a defesa de Fernando Prass. Na resposta, Maikon Leite só não invadiu a área porque sofreu falta. Na cobrança, Ayrton exigiu trabalho de Fernando Leal.

Sem ver efetividade em sua equipe, Luís Carlos Martins fez duas mudanças, com Lelê e Marcinho nas vagas de Jefferson e Jheimy. Já Gilson Kleina tirou Patrick Vieira para colocar Valdivia. Mas, aos 18 minutos, Serginho driblou Henrique e bateu para fazer o gol do Oeste.

Ao constatar a melhora do adversário, Kleina colocou João Denoni no lugar de Souza. Mesmo assim, o Oeste continuou melhor em campo, pressionando, como em chute de Wanderson, defendido por Fernando Prass. O time da capital só ameaçou quando o chileno encontrou Wesley, que, com liberdade na esquerda, bateu cruzado. A bola chegou na direita para Ayrton, mas, livre, o lateral bateu e viu a defesa do goleiro.

Na jogada seguinte, o Verdão desperdiçou mais uma grande chance. Valdivia fez a assistência na área para Maikon Leite, que arrematou para fora em boa oportunidade. Logo depois, o Mago dominou na meia-direita e bateu perto da trave do time adversário.

Gilson Kleina, então, tirou Maikon Leite para colocar Luan, que foi bastante vaiado logo em seu primeiro passe errado. Porém, aos 44, Valdivia cruzou e Luan completou para marcar o terceiro gol.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade