Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Perto do Palmeiras, Brunoro também duvida da utilidade de Riquelme

William Correia São Paulo (SP)

Em um de seus últimos atos como presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone acertou salários com Riquelme, mas a nova gestão não se mostra empolgada com a chegada do argentino. José Carlos Brunoro deve ser anunciado como gerente de futebol até esta quarta-feira, e já reitera não ter certeza se o meia de 34 anos pode ser uma boa contratação.

“Penso em relação ao Riquelme exatamente da mesma forma que o Paulo Nobre. É necessário analisar o custo dele, sua condição física e que retorno pode dar dentro de campo antes de contratá-lo”, disse Brunoro à Gazeta Esportiva.net.

Tanto o recém-eleito presidente Paulo Nobre quanto Brunoro evitam já descartar a chegada de Riquelme, mas o salário de US$ 210 mil (quase R$ 430) oferecido por Tirone e aceitado pelo jogador não agrada.

Apesar de Gilson Kleina ter se contentado com as informações que recebeu de que o meia manteve a forma mesmo sem jogar desde 4 de julho, existe nos dirigentes o temor de que ele queira ganhar dinheiro no último contrato da carreira – o acordo apalavrado com Tirone é de vínculo até dezembro de 2014.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Pagar o salário que Tirone combinou com Riquelme é questionável para Brunoro, que deve virar gerente até esta 4ª
Brunoro, contudo, ainda não pode falar como dirigente. Mas isso é questão de tempo. “O Paulo Nobre me apresentou o projeto dele antes da eleição e gostei. Devemos conversar hoje (terça-feira) ou amanhã (quarta-feira) e ele deve me fazer uma proposta. Vejo com bons olhos a minha volta”, comentou.

José Carlos Bruno trabalha atualmente como diretor executivo do Audax-SP e do Audax-RJ, times mantidos pelo Grupo Pão de Açúcar, mas avisa que não há nem multa estipulada para o caso de rompimento do contrato. O dirigente representou a Parmalat na co-gestão da empresa com o Palmeiras entre 1992 e 1996 e participou do encerramento do jejum de 17 anos sem títulos, conquistando os Paulistas de 1993, 1994 e 1996, os Brasileiros de 1993 e 1994 e o Torneio Rio-São Paulo de 1993.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade