Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Valdivia leva carrinho de Henrique e deixa o treinamento carregado

William Correia São Paulo (SP)

Há uma semana, Valdivia deu entrevista garantindo que estaria à disposição para a estreia no Paulista, neste domingo, contra o Bragantino, no Pacaembu. Mas o chileno pode não cumprir sua promessa. Na manhã desta segunda-feira, o meia foi vítima de um carrinho de Henrique no treino e deixou o campo carregado por Mauricio Ramos.

O lance ocorreu após cerca de 30 minutos do início do exercício com bola na Academia de Futebol. A atividade usava metade do gramado e parte dele era demarcada por cones. Só nesta área era permitido fazer a marcação, no duelo só de um jogador com outro. O camisa 10 driblou o zagueiro para entrar na grande área e foi parado por um carrinho do defensor, torcendo o tornozelo esquerdo do chileno na queda.

O meio-campista ficou no gramado por alguns minutos. Henrique ficou ao seu lado e o médico Otávio Vilhena correu para se juntar aos dois, assim como Barcos, que esperava sua vez atrás de um dos gols. Em meio ao atendimento, o preparador físico Fabiano Xhá repreendeu o zagueiro. “Carrinho não, Henrique!”, disse, bravo.

O jogador tirou a chuteira e o meião da perna esquerda e foi erguido pelos colegas. Mauricio Ramos rapidamente entrou no gramado e levou Valdivia de ‘cavalinho’ até os vestiários do centro de treinamento. O chileno colocou a mão direita no rosto e se manteve de olhos fechados diante de câmeras e jornalistas durante o trajeto.

"Foi um trauma no tornozelo esquerdo. Ele já tomou remédio e está fazendo tratamento com gelo. Pedi um exame de raio-x para constatar se tem algo grave. À tarde vamos ter maiores informações para saber o que aconteceu", disse o médico Otávio Vilhena, minutos depois de atender o camisa 10 nos vestiários.

O jogador não entra em campo desde 6 de outubro, quando machucou o joelho esquerdo. Valdivia já não tinha participado do jogo-treino deste domingo para realizar fortalecimento muscular e faltou aos quatro primeiros dias da pré-temporada alegando que estava treinando em uma clínica chilena desde 20 de dezembro, durante suas férias.

O camisa 10 foi multado por seu atraso e repreendido publicamente por Gilson Kleina. O técnico, porém, admitiu que sua musculatura voltou melhor após treinar em Santiago. E ele estava mostrando empenho, tanto que chegou a ralar as costas por dar carrinhos na sexta-feira. O meia voltou a dar carrinhos nesta segunda-feira antes de se machucar.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade