Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Verdão decide na segunda se libera Luan para Galo, Cruzeiro ou Inter

William Correia São Paulo (SP)

Ainda não foi nesta sexta-feira que Luan teve seu desejo de deixar o Palmeiras atendido. A reunião entre o diretor executivo José Carlos Brunoro e o empresário do jogador, o ex-atacante Magrão, não definiu o destino do atleta, e o clube ainda espera pela formalização das ofertas de Atlético-MG, Cruzeiro e Internacional. O encontro decisivo deve ocorrer na segunda-feira

“O Magrão só veio para conversar comigo. Não resolvemos nada, só devemos definir alguma coisa na segunda-feira”, afirmou Brunoro à Gazeta Esportiva.net, confirmando que foi procurado por Galo, Cruzeiro e Colorado. “Mas ainda não veio nada formal”, disse o dirigente. Magrão já alegou saber do interesse do Fluminense também.

A intenção do Atlético-MG já foi dita, e recusada. O Galo deseja ceder Nikão em troca de Luan, mas as conversas neste sentido não avançaram porque Gilson Kleina considera seu atacante em um patamar mais alto do que o oferecido e Cuca não estaria tão disposto a abrir mão de Nikão em uma temporada na qual disputará Estadual, Libertadores, Copa do Brasil e Brasileiro.

De qualquer forma, o Verdão não quer desperdiçar o valor que percebeu que Luan tem no mercado. Pesará também o fato de o clube ter pagado cerca de R$ 7 milhões ao Toulouse, da França, para sua aquisição em 2011 atendendo a um pedido de Luiz Felipe Scolari. Além disso, tanto o presidente Paulo Nobre quanto Brunoro e Gilson Kleina ainda depositam confiança no jogador.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Empresário do atacante tem novo encontro marcado com a diretoria para definir seu destino longe do Palmeiras
O atacante já tornou público sua vontade de deixar a equipe que defende há quase três anos. Neste período, o camisa 11 sempre foi bastante contestado pelos torcedores e sua paciência acabou com os insultos no 0 a 0 com o Bragantino no domingo, no Pacaembu, na primeira partida da temporada.

Enquanto não há uma definição, Kleina busca formas para motivar seu comandado. Não poupou elogios por seu gol na vitória por 3 a 1 sobre o Oeste, na quarta-feira, em São José do Rio Preto, e agora quer usá-lo como centroavante para não expor tanto sua dificuldade para driblar escalando-o para atuar pelos lados.

Independentemente da vontade de motivar o camisa 11, Maikon Leite voltará a ser o parceiro de ataque de Barcos neste domingo, diante do Penapolense, no Pacaembu. Luan pode ficar no banco de reservas.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade