Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

William ignora revolta de corintianos: “Vão ver que foi pênalti”

São Paulo (SP)

Responsável pela cobrança do pênalti que deu à Ponte Preta a vitória sobre o Corinthians na tarde desta quarta-feira, o centroavante William deixou o gramado do Pacaembu sem entender o motivo da revolta dos adversários com o árbitro Luiz Vanderlei Martinucho.

“Todos eles vão reclamar, mas vão ver que foi pênalti”, disse o camisa 9, referindo-se à falta cometida pelo zagueiro corintiano Felipe sobre o meia Cicinho, aos 42 minutos do segundo tempo. Após a partida, todos os jogadores do Corinthians criticaram a marcação do árbitro e o treinador Tite a qualificou como "erro crasso".

A penalidade também salvou William, que perdeu uma chance claríssima de gol, frente a frente com Danilo Fernandes, mas pôde ser redimir. O atacante, que volta à Ponte depois de uma boa passagem em 2010, alega que a falta de ritmo ainda afeta os jogadores no início de temporada.

“Nesses primeiros jogos sentimos um pouco. Eu não costumo perder uma bola daquelas, mas ali faltou perna”, explicou o jogador de 29 anos.

O triunfo sobre o Corinthians foi o primeiro da equipe de Campinas no Paulistão e deixou o atacante satisfeito. “A vitória é boa porque pensamos alto. Queremos conquistar um título para a Ponte Preta”, declarou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade