Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Aloísio transparece ansiedade por "oportunidade única na carreira"

Tossiro Neto Cotia (SP)

Apelidado de Boi Bandido pelo porte físico e o estilo trombador de jogar, Aloísio chegou manso ao São Paulo. Em sua apresentação oficial, nesta sexta-feira, no CT de Cotia, o atacante de 24 anos transpareceu nervosismo após receber a camisa tricolor das mãos do vice-presidente de futebol, João Paulo de Jesus Lopes.

"É uma oportunidade única na carreira. É uma grande equipe, com grandes jogadores", disse o ex-jogador do Figueirense, com voz trêmula.

Em determinado momento, na tentativa de mostrar firmeza, bateu a mão na mesa e acabou acertando a base de sustentação do microfone de respostas. Passado o susto, continuou falando de seus objetivos no decorrer do período de uma temporada e meia de contrato.

"Minha primeira meta é estar entre os 18 jogadores (convocados para as partidas). Vou me dedicar nos treinamentos para disputar essa vaga e ter um começo muito feliz", comentou. O desafio de defender um time de grande expressão é, na verdade, um recomeço para Aloísio.

Embora tenha sido contratado na condição de terceiro maior artilheiro do Campeonato Brasileiro do ano passado, com 14 gols pelo Figueirense, ele não passou por equipes maiores depois de ter atuado pouco pelo Grêmio, onde foi revelado.

"Sei que vai ter cobrança. E tem que ter, pela estrutura do clube e a qualidade dos jogadores. Vou dar meu máximo, e a diretoria e a torcida podem me cobrar", concluiu, antes de enxugar o suor do rosto e se soltar mais com as câmeras desligadas.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade