Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Ausência de Lucas e “obrigação de ganhar” não incomodam Luis Fabiano

Gabriel Carneiro, especial para a GE.Net Cotia (SP)

Ano novo, vida nova. A frase, tradicional durante as festas de fim de ano, já virou clichê. Mas ainda serve para o atacante Luis Fabiano ilustrar suas pretensões para 2013, ano em que o São Paulo volta à Copa Libertadores depois de duas temporadas fora da disputa. Lidar com a responsabilidade de conquistar novamente um título importante e a ausência de Lucas, principal jogador da última temporada, são os principais desafios do Tricolor, segundo o camisa 9.

O atacante utiliza o mesmo argumento para responder os dois principais questionamentos do torcedor, dizendo que o São Paulo é “grande demais” para sentir falta de apenas um jogador, por mais que ele seja “40% do time”, como falou o goleiro Rogério Ceni no ano passado. Para Luis Fabiano, que concedeu sua primeira entrevista coletiva nesta quinta-feira, “time grande é assim”.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Sem Lucas, o São Paulo segue competitivo, diz o Fabuloso, autor de 31 gols em 2012
“O Lucas é um grande jogador, começou a crescer muito no final do ano passado, mas o São Paulo segue sem ele. Não temos que remoer, porque agora estamos jogando em losango, com o Ganso atrás dos dois atacantes, o que prova que mudou a característica. Precisamos encontrar uma maneira de jogar e temos jogadores de qualidade. Aqui é São Paulo, o time continua, e é muito grande. Já passaram grandes jogadores, saíram, e o mundo não acabou”, esclarece o camisa 9 do Tricolor.

O primeiro jogo oficial do São Paulo sem Lucas será disputado neste sábado, às 17 horas (de Brasília), contra o Mirassol, no estádio do Morumbi. Além da partida, válida pela primeira rodada do Campeonato Paulista, o time já tem confronto da pré-Libertadores na quarta-feira seguinte. Isso sem contar as outras competições de 2013, como Recopa Sul-americana, Campeonato Brasileiro, Copa Suruga, Sul-americana, e o sonho de chegar ao Mundial de Clubes, no Marrocos.

“Começamos ano passado com o peso de não ter ganho nada em 2011 e esse ano com o peso de ter ganho a Sul-americana. Time grande é assim, tem obrigação de conquistar títulos, e nós temos vários torneios com possibilidade de vencer. Não vamos passear em 2013, porque vai haver cobrança, responsabilidade, e entramos como um dos times com possibilidade de vencer. O São Paulo investiu, tem elenco, capacidade e entra com responsabilidade total”, admite o consciente Luis Fabiano.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade