Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Carleto diz ter acertado retorno em festa do título do Fluminense

Tossiro Neto Cotia (SP)

Estava quase tudo alinhado para Thiago Carleto continuar no Fluminense. O clube estava perto de acordo com o São Paulo, mas o lateral esquerdo distanciou o desfecho na festa de premiação do Campeonato Brasileiro, vencido justamente pela equipe carioca.

"Atrás da mesa em que eu estava com minha esposa, estavam o Juvenal (Juvêncio, presidente do São Paulo) e o Adalberto (Baptista, diretor de futebol). Eu me levantei para cumprimentá-los, e o Adalberto perguntou se eu poderia ir ao CT no dia seguinte para conversarmos", revelou.

Contratado pelo São Paulo em fevereiro de 2010, ele não vingou em sua primeira passagem, sendo emprestado para Olímpia-PAR e América-MG antes de chegar ao Fluminense e, mesmo na reserva de Carlinhos, convencer a diretoria do time paulista de que era o nome certo para concorrer com Cortez à lateral esquerda.

"Eu aceitei na hora (voltar do empréstimo). Pedi desculpas ao Fluminense, principalmente ao Abel (Braga, técnico), que foi quem bateu o pé para que eu continuasse lá. Só que tenho ambição de jogar bem aqui", explicou o são-paulino, cujo vínculo vence em dezembro.

"A proposta do Fluminense era para três anos", compara, para atestar que seu desejo contou na decisão. "Espero jogar bem aqui para poder renovar também", emendou, sorrindo.

Como nas Laranjeiras, Carleto brigará por posição. "Vai ser uma briga sadia, como era com o Carlinhos. Teremos seis competições no ano, vai ter chance para mim. Não só para mim, mas para todos que estão buscando posição. Na hora em que a oportunidade bater, quero mostrar que tenho condições", concluiu, esperançoso.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade