Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Condição física não ideal de Ganso influenciou em duelo com Jadson

Tossiro Neto Cotia (SP)

O discurso do semestre passado de que Paulo Henrique Ganso vinha sendo preparado para 2013 foi mudado nesta terça-feira, dia em que ele foi sacado do time para a entrada de Aloísio no primeiro grande compromisso do São Paulo na temporada, contra o Bolívar. Segundo Ney Franco, o meia perdeu a posição para Jadson em razão do preparo físico ainda não ideal.

"Vamos ter lutas por posição interessantes. O Lúcio está jogando, com o Toloi no banco de reserva. Vai definir quem joga quem tiver melhor resultado. Isso vale para todas as posições. E logicamente levo muito em consideração a parte física. Hoje, o Jadson está um pouco à frente em relação ao Ganso", revelou o treinador.

Ganso chegou ao clube em setembro, ainda com lesão muscular na coxa esquerda, e fez apenas cinco jogos com a camisa tricolor no ano passado. Na estreia da atual temporada, foi titular na vitória sobre o Mirassol, mas, ao sair de campo no segundo tempo, viu Jadson ter melhor rendimento.

A saída do time, porém, não vai desmotivá-lo, na opinião de Ney Franco. "Tenho certeza de que não vai. Até porque estamos em início de temporada. Optei por jogar com um só meia, e neste jogo específico foi o Jadson", comentou, sem se alongar, enquanto justificava a opção por Aloísio.

Resta saber se o comportamento do camisa 8 será mesmo paciente. Às 22 horas (de Brasília) desta quarta-feira, ele volta a sentar no banco de reservas do Morumbi, enquanto seus companheiros travam disputa contra o Bolívar por uma vaga na fase de grupos da Copa Libertadores.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade