Futebol/Copa Libertadores - ( )

Dúvida na lateral direita são-paulina será desfeita só na Bolívia

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Douglas ou Paulo Miranda? O técnico Ney Franco diz que ainda não definiu quem fará a lateral direita do São Paulo no duelo de volta contra o Bolívar. A dúvida, segundo ele, será desfeita somente na terça-feira à tarde, véspera da partida que define qual time se juntará a Atlético-MG, The Strongest (Bolívia) e Arsenal (Argentina) no grupo 3 da Libertadores.

O zagueiro Paulo Miranda, que correspondeu bem no segundo semestre do ano passado ao ser improvisado no setor, não vinha jogando porque estava suspenso em razão da expulsão na final da Sul-americana. Voltou no sábado, na vitória dos reservas sobre o Atlético Sorocaba, pelo Campeonato Paulista.

"A partida do Paulo foi com muita consistência, e o Douglas jogou muito bem também. Significa que a gente tem duas opções. Tenho certeza de que, seja quem for, estaremos bem servidos na lateral", comentou o treinador são-paulino.

Nas demais posições, não deve haver mudanças em relação à escalação que goleou o Bolívar por 5 a 0, no Morumbi. Só que Ney Franco prefere não antecipar nada, deixando a confirmação para o treino apronto que será realizado em Santa Cruz de la Sierra – o time vai a La Paz apenas na quarta-feira.

"Com certeza, não vamos mexer muito na estrutura do time que jogou aqui (Morumbi). Vamos com força máxima. Foi por isso a decisão de poupar (contra o Atlético Sorocaba) dez dos 11 jogadores que entraram no último jogo", comentou.

O esboço da equipe que viaja no início da tarde de segunda-feira para a Bolívia seria Rogério Ceni; Douglas (Paulo Miranda), Lúcio, Rhodolfo e Cortez; Wellington, Denilson e Jadson; Aloísio (Douglas), Osvaldo e Luis Fabiano.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade