Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Fabrício admite não ter espaço no São Paulo: “Meu momento passou”

Edoardo Ghirotto, especial para a GE.Net Cotia (SP)

Fabrício está recuperado de suas lesões e a concorrência no São Paulo se intensificou ainda mais com o término da temporada 2012. Os volantes Wellington e Denilson finalmente se entrosaram no meio-campo e deram aos zagueiros a tranquilidade que Ney Franco tanto queria. Mesmo sem querer desestabilizar a dupla preferida do torcedor e do próprio comandante, o já rodado meio-campista promete trabalhar duro para lutar por um espaço no time.

Contratado para reforçar o São Paulo na última edição do Campeonato Paulista, o volante amargou um longo tempo no estaleiro ao sofrer uma lesão muscular. Após se recuperar do problema na panturrilha direita, o jogador rompeou os ligamentos de seu joelho esquerdo e encerrou o ano com apenas quatro jogos disputados pelo clube paulistano.

“Meu momento passou. Eu cheguei em alta para jogar e os volantes daqui não tinha se encontrado ainda. Agora eu posso dizer que eles foram 40% da melhora do nosso time e do acerto no meio-campo. A vez é do Wellington e Denilson e eu preciso respeitar. Seria injustiça entrar direto no lugar deles. Tenho que trabalhar e esperar a oportunidade de novo. Eles estão muito bem, então deixa para ver até onde chegam”, declarou Fabrício.

Luiz Pires/VIPCOMM
Fabrício irá respeitar o bom momento de Wellington e Denilson antes de cobrar sua titularidade no São Paulo
Atualmente com 30 anos, o jogador voltou a trabalhar com bola justamente nesta pré-temporada. Como ainda sente dores no joelho, o seu retorno aos gramados não tem um prazo estipulado pelo departamento médico e deverá acontecer apenas em fevereiro. Antes disso, o atleta chegou a passar as suas férias treinando em academias e classificou o recesso de fim de ano como uma “porcaria”.

A chance de o volante conseguir uma sequência como titular poderá surgir a partir do dia 30 de junho deste ano. A data determinará o encerramento do empréstimo de Denilson ao São Paulo e uma renovação contratual ainda não foi conversada com o Arsenal. Caso o atleta tenha que retornar para Londres, Fabrício precisará mostrar que superou todos os seus problemas físicos para se garantir de vez na lista dos relacionados por Ney Franco.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade