Futebol/Copa Libertadores de América - ( )

Ganso planeja usar lições aprendidas no Santos para superar Bolívar

Edoardo Ghirotto, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

A conturbada saída de Paulo Henrique Ganso do Santos não fez com que o jogador simplesmente apagasse da memória os ensinamentos aprendidos durante a sua vitoriosa passagem pela Vila Belmiro. A experiência obtida, sobretudo na Copa Libertadores, será usada novamente na estreia pelo São Paulo no torneio continental, contra o Bolívar, no Morumbi. Quando o clube viajar até La Paz, porém, a altitude e hostilidade da torcida precisarão ser combatidas dentro e fora de campo.

Ganso e Bolívar tiveram um encontro nada agradável nas oitavas de final da última edição da Libertadores. O Santos enfrentou a altitude da capital boliviana e sofreu para completar os 90 minutos de jogo. Além dos efeitos atmosféricos e das duras entradas adversárias, a torcida não colaborou e atirou diversos objetos no gramado. Um deles acertou o rosto de Neymar em uma cobrança de escanteio e deixou o clima tenso na derrota por 2 a 1 – o Peixe venceu o jogo de volta por 8 a 0.

“A experiência que eu tive lá me fez tirar muitas lições sobre o que acontece fora de campo. Nós temos que pensar em jogar futebol e sem agredir os adversários ou jogar para torcida. Só precisamos jogar futebol”, comentou o meia, que, antes de pisar novamente no gramado do estádio Hernando Siles, terá de fazer a diferença para o São Paulo sair do Morumbi com um resultado favorável.

Divulgação/Site Oficial
Ganso enfrentou o Bolívar na última edição da Libertadores e presenciou a hostilidade da torcida de La Paz
A primeira partida da pré-Libertadores será disputada na quarta-feira, 23, e, segundo Ganso, será a chance de o clube encaminhar a sua classificação sem depender do resultado obtido na altitude. “É fundamental conseguir um placar um pouco mais elástico no Morumbi. A gente só viajaria para confirmar a classificação. Lá, os jogadores que estão há mais tempo ficam a cem por hora e a gente sente um pouco quando tenta fazer mais força e não consegue”, opinou o meia.

Se o São Paulo se classificar para a fase de grupos da Libertadores, o time se encontrará com The Strongest, da Bolívia, Arsenal de Sarandí, da Argentina, e o conterrâneo Atlético-MG. Antes de fazer a sua estreia em mais uma edição do torneio, o Tricolor irá ao Morumbi no sábado para jogar contra o Mirassol, às 17 horas (de Brasília), pela primeira rodada do Campeonato Paulista.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade