Futebol/Bastidores - ( )

Idolatria não afeta pretensão do sucessor Denis por titularidade

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Para Denis assumir a meta são-paulina, Rogério Ceni tem que ir para o banco ou se aposentar. Não é simples. A segunda opção parece mais plausível, pois, apesar dos 40 anos completados nesta terça-feira, o titular continua atuando em alto nível. De qualquer forma, o camisa 12 se prepara para ser chamado a qualquer a hora, antes da sucessão natural da posição.

"Todos que estão aqui querem jogar, eu não sou diferente. Quero meu espaço e estou trabalhando para isso. Quando o São Paulo precisar, vou entrar em campo e fazer meu melhor", diz, separando profissionalismo da idolatria pelo companheiro de grupo, que lhe dá dicas na medida do possível.

"Nosso relacionamento é muito bom. Treinamos, brincamos, e eu aprendo um pouco a cada dia com ele. É um excelente profissional e, só de observá-lo, já aprendo alguma coisa. Procuro me sentar com ele, discutir algumas coisas que acontecem no jogo para pegar experiência. Nessa parte, ele me ajuda bastante", emenda.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Denis é o sucessor imediato de Rogério Ceni
Denis tem 68 jogos pelo clube, contra 1051 participações de Ceni, que ainda marcou 107 gols desde a estreia no profissional, em 1993. Quinze anos mais novo, ele espera repetir a história do ídolo, que, dentre outros títulos, ganhou Libertadores, Mundial e três edições do Campeonato Brasileiro. Até o momento, porém, só foi titular nas ocasiões em que o titular era desfalque.

Foi assim em 2009. Naquele ano, Ceni operou o tornozelo esquerdo e ficou fora de combate, mas fez questão de passar força a Denis. Antes de partida contra o Cruzeiro, pelas quartas de final da Libertadores, foi ao vestiário chutar bolas para aquecer o então titular, mesmo em recuperação da cirurgia.

"Aquilo me mostrou a superação, a força de vontade dele. Mesmo com dor, me ajudou. Outro momento legal foi na minha chegada ao clube, sabendo que ia trabalhar com ele. É uma pessoa em quem sempre me inspirei", lembra, ao concluir: "Quero ajudar o clube a conquistar títulos, ser vencedor como ele foi e é".

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade