Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Jadson terá que ser dublê de Lucas para não amargar reserva de Ganso

Tossiro Neto Cotia (SP)

O substituto de Lucas, por ora, será Jadson. Ele perdeu a disputa com Paulo Henrique Ganso pelo meio-campo e terá que se adaptar à ponta direita em 2013 se não quiser ser reserva no esquema tático em que, como titular absoluto, foi campeão da Copa Sul-americana, no ano passado.

É claro que as formações podem variar com Ney Franco, mas o treinador já avisou que é assim, da maneira como foi o treinamento desta segunda-feira, que ele começará a temporada: Ganso armando o time, com Osvaldo pela esquerda, Jadson pela direita, e Luis Fabiano na frente.

"Vou bater com essa formação até o primeiro jogo (em 19 de janeiro, contra o Mirassol, pelo Campeonato Paulista, no Morumbi). Se precisar fazer alteração na parte tática, com substituição de algum atleta, eu faço, mas vou mexer o mínimo possível na estrutura", disse o treinador, confiante no bom desempenho do dublê eleito.

"É uma ligeira mudança. O Jadson não chega ao ataque do mesmo jeito que o Lucas chegava, mas faz a função tática muito bem, chegando um pouquinho mais próximo da área”, avaliou.

Aceitar a improvisação, porém, pode não bastar para Jadson seguir entre os 11 iniciais. A diretoria busca a contratação do atacante Eduardo Vargas, visto por Ney Franco como o substituto perfeito para a função do antigo camisa 7. Se o chileno do Napoli chegar, um dos pontas devem dançar.

"Prefiro falar dos jogadores que aqui estão. Não adianta falar de jogadores que não estão. E, diga-se de passagem, tenho uma equipe de muita qualidade nas mãos. Só me basta prepará-la e ir a campo para nossos confrontos", desconversou Ney Franco, cuidadoso ao dirigir suas estrelas.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade