Futebol/Bastidores - ( )

Sem Lucas, Osvaldo se candidata a novo ídolo do São Paulo em 2013

Gabriel Carneiro, especial para a GE.Net Cotia (SP)

Os únicos que podem ameaçar a vaga de Osvaldo no time titular do São Paulo ainda nem chegaram ao Centro de Formação de Atletas de Cotia, onde a equipe realiza pré-temporada. E mesmo se Eduardo Vargas e Wallyson forem contratados, o atacante cearense de 25 anos garante que 2013 será seu ano de substituir Lucas à altura e virar ídolo da torcida em busca do sonhado título da Copa Libertadores.

Com a saída do camisa 7 para o Paris Saint-Germain, da França, Osvaldo ficou com a missão de fazer companhia a Luis Fabiano no ataque do Tricolor. Emprestado pelo Flamengo, Negueba poderia fazer concorrência caso não tivesse rompido os ligamentos do joelho direito durante um treino realizado no último sábado com previsão de retorno para seis meses. Dessa forma, antes das prováveis chegadas do chileno e do ex-cruzeirense, Aloísio é o outro atacante do elenco, mas fazendo a função de Luis Fabiano. Ademilson, que seria opção para o setor, está com a Seleção Brasileira no Sul-americano Sub-20.

Fernando Dantas/Gazeta Press
No momento, Osvaldo é um dos três atacantes disponíveis, ao lado de Aloísio e Luis Fabiano
“Vou poder começar jogando, mas é claro que dependendo do professor Ney Franco. Ano passado, eu não tive a pré-temporada e quando cheguei o time já estava na quinta rodada do Paulista. Esse ano, vou pegar do começo a pré-temporada, os jogos todos Então não tem como ser diferente: espero continuar jogando, dando alegria para a torcida, continuar crescendo e que eu possa ser feliz em 2013 junto com o grupo”, torce Osvaldo, otimista logo no início da preparação.

Após bom rendimento com a camisa do Ceará no Campeonato Brasileiro de 2011, Osvaldo despertou interesse do São Paulo, além de outras equipes como o Cruzeiro, que atrasou o acerto até o dia 24 de janeiro. Contratado por R$ 4,5 milhões, o atacante começou sendo apenas opção no banco de reservas, mas se tornou titular com Ney Franco e peça importante do esquema tático ofensivo que acabou garantindo o título da Copa Sul-americana.

“O time é o mesmo do ano passado, então minha expectativa é a melhor possível. Estamos fazendo uma pré-temporada boa, que é a base do sucesso para um bom ano. Vai valer a pena ficar esses dias preso, é para o nosso bem, a gente entende”, encerra Osvaldo, trabalhando diariamente em dois períodos ao lado dos companheiros.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade