Tênis/Aberto da Austrália - ( - Atualizado )

Falta de ritmo de parceiro austríaco pode atrapalhar, admite Soares

Bruno Ceccon São Paulo (SP)

Recuperado de lesão, o austríaco Alexander Peya, parceiro de Bruno Soares, disputou sua primeira partida na temporada logo no Aberto da Austrália. Apesar da estreia com vitória nesta quinta-feira, o brasileiro admite que a falta de ritmo do companheiro pode ser prejudicial.

“A gente vinha de uma preparação excelente e infelizmente tivemos que interromper durante 10 dias por causa da lesão do Alex, não podendo disputar juntos as primeiras competições de 2013. Isso pode atrapalhar um pouco, porque estrear logo em um Grand Slam é muito difícil”, declarou Soares.

O brasileiro passou a jogar com Alexander Peya em julho de 2012 e alcançou resultados expressivos rapidamente. Além do vice-campeonato logo na estreia em Bastad, a parceria recém-formada conquistou os títulos de Valência, Tóquio e Kuala Lumpur. Ambos atuaram juntos pela última vez no Masters 1000 de Paris, disputado no começo de novembro.

A falta de ritmo não foi problema na primeira rodada do Aberto da Austrália, já que Soares e Peya venceram o austríaco Jurgen Melzer e o belga Olivier Rochus por 6/3 e 6/2. Na sequência, eles enfrentam o francês Benoit Paire e o também brasileiro Thomaz Bellucci, que ganharam do argentino Carlos Berloq e do norte-americano James Cerretani por 6/2 e 6/1.

Djalma Vassão/Gazeta Press
O brasileiro Bruno Soares teme a falta de ritmo do parceiro Alexander Peya na disputa do Aberto da Austrália

Pensando em recuperar o entrosamento o mais rápido possível, Bruno Soares e Alexander Peya investiram forte no treinamento durante os dias que antecederam o Aberto da Austrália. A série de bons resultados conquistados na última temporada ainda serve como estímulo, garante Soares.

“No começo do ano, sempre pode aparecer aquela falta de ritmo. Começamos o trabalho forte no domingo e estamos jogando bem. Estamos tranquilos, sabemos da nossa capacidade e nos conhecemos bastante. Acho que nos completamos em quadra e chegamos preparados para ao torneio”, afirmou.

Além de Bruno Soares e Thomaz Bellucci, André Sá segue vivo na chave de duplas em Melbourne – Marcelo Melo perdeu na estreia com o croata Ivan Dodig. Depois de estrearem com vitória sobre os eslovacos Lukas Lacko e Igor Zelenay por 4/6, 7/5 e 7/6 (7-5), o veterano brasileiro e o britânico Jonathan Marray, cabeças número 16, pegam os holandeses Robin Haase e Igor Sijsling.

 

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade