Tênis/Aberto de São Paulo - ( - Atualizado )

Rogerinho permite reação e argentino fatura Aberto de São Paulo

São Paulo (SP)

O início fulminante na decisão do Aberto de São Paulo, no Parque Villa-Lobos, deu a impressão de que Rogério Dutra Silva, o Rogerinho, iria garantir o título da competição. Após pausa, no entanto, o brasileiro não manteve o ritmo e permitiu a reação de Horacio Zeballos, que conseguiu a vitória no tie-break do primeiro set e atropelou por 6/2 na segunda parcial para levantar o troféu do Challenger paulistano.

Apoiado pela torcida, Rogerinho conseguiu a quebra logo no primeiro game da partida, após duas duplas faltas de Zeballos. Confirmando de zero, o brasileiro abriu 2/0 e passou a administrar a vantagem na parcial.

Antes de sacar em 4/3, o número dois do Brasil teve que aguardar o atendimento de um boleiro, que escorregou e bateu a cabeça e teve que ser retirado de ambulância rumo a um hospital. O rapaz passa bem.

Sem o mesmo ímpeto, Rogerinho permitiu a devolução e viu Zeballos sacar para passar à frente do placar pela primeira vez na partida. Aproveitando a queda de rendimento do brasileiro, Zeballos se impôs no tie-break e fechou o primeiro set após 7-5.

Rubens Chiri/Agência Perspectiva
Horacio Zeballos derrotou Rogerinho e faturou o título do Aberto de São Paulo, no Villa-Lobos

Abalado, o brasileiro não conseguiu repetir a atuação do início da primeira parcial e acabou sendo presa fácil para o número 85 do mundo no segundo set. Com duas quebras, Zeballos não teve dificuldades para fechar o segundo set em 6/2 e garantir o título do Aberto de São Paulo.

Com os 65 pontos do vice-campeonato, Rogerinho deve subir 15 posições no ranking mundial da ATP, o que o levará à 111ª colocação na próxima divulgação da lista. Já Zeballos soma 110 pontos com o título em solo brasileiro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade