Tênis/Aberto da Austrália - ( - Atualizado )

Soares lamenta ausência de Makarova e aposta em ex-top 3 espanhola

Bruno Ceccon São Paulo (SP)

Campeão da chave de duplas mistas do Aberto dos Estados Unidos-2012 ao lado da russa Ekaterina Makarova, Bruno Soares não poderá repetir a parceria no Grand Slam australiano. Desta forma, ele aposta na espanhola Anabel Medina Garrigues, que já alcançou a terceira posição no ranking mundial de duplas.

“Acho que eu e a Makarova teríamos condições de buscar o título na Austrália. Como infelizmente não vamos poder jogar juntos, quem sabe não brigamos pelo título em Roland Garros? Formamos uma parceria forte, já provamos isso e quando entrarmos nos torneios vamos sempre brigar pelo título”, disse Soares à GE.net.

Os bons resultados de Makarova em simples – é a atual 19ª colocada do ranking mundial – levaram sua treinadora a decidir abdicar da chave de duplas mistas para minimizar o desgaste físico (ela também está inscrita nas parcerias femininas, com a compatriota Elena Vesnina).

“A Makarova vem ganhando experiência, está indo bem em simples e duplas (ganhou dois títulos em 2012 e é a 11ª do mundo), o que fortalece bastante a parceria. Espero poder usar toda a experiência dela quando a gente voltar a jogar juntos”, declarou Bruno Soares.

AFP
O brasileiro Bruno Soares disputará a chave de duplas mistas na Austrália com a espanhola Anabel Medina Garrigues
Sem Makarova, o brasileiro gostaria de jogar ao lado de Jarmila Gajdosova, parceria já utilizada em outros Grand Slams, mas a australiana caiu no ranking mundial. Desta forma, Soares disputará o Aberto da Austrália com a espanhola Anabel Medina Garrigues, 30 anos e 25ª do mundo na lista de duplas.

“Ela é uma grande jogadora. Vai ser nossa estreia como dupla e eu espero me sair bem com a Anabel”, disse o brasileiro. O primeiro desafio da nova parceria, que deve começar na madrugada de sexta-feira, será contra os australianos Chris Guccione e Bojana Bobusic.

MELO JOGA COM PARCEIRA DE RG-2009 

O brasileiro Marcelo Melo também está inscrito na chave de duplas mistas na Austrália. Ele jogará com Vania King, dos Estados Unidos, com quem perdeu a final de Roland Garros-2009 contra o norte-americano Bob Bryan e a sul-africana Liezel Huber.

"A Vania é uma ótima tenista e tem um ótimo jogo em duplas. Eu também estou em boa fase. Já jogamos juntos e temos tudo para conquistar um grande resultado”, afirmou o tenista, já eliminado em simples ao lado do croata Ivan Dodig.

Recordista de títulos de duplas entre os brasileiros ao lado de Bruno Soares com 11 conquistas, Marcelo Melo estreia ao lado de Vania King diante de Yaroslava Shvedova, do Cazaquistão, e Denis Istomin, do Uzbequistão, em data ainda indefinida.

Anabel não teve bons resultados em 2012, mas mantém um currículo respeitável. Dona de 18 títulos em parceria, o último em Budapeste-2011, ela ganhou o  bi em Roland Garros (2008 e 2009) e chegou ao terceiro lugar do ranking de duplas em 2008. Recentemente, venceu a Copa Hopman com Fernando Verdasco contra os sérvios Novak Djokovic e Ana Ivanovic. Em simples, foram 11 taças e o 16º posto em 2009.

Em 2012, Bruno Soares viveu a melhor temporada de sua carreira ao conquistar cinco títulos (Valência, Estocolmo, Tóquio, Kuala Lumpur e São Paulo), além da chave de duplas mistas do Aberto dos Estados Unidos, feito que o tenista de 30 anos, atual 19º do mundo, classifica como um “marco” dentro da própria trajetória.

“Foi um momento muito importante e que vou lembrar a vida inteira com um carinho enorme. Esse título prova que tenho condições de alcançar coisas maiores no esporte: ganhar mais Grand Slams, estar entre os melhores do mundo. A confiança e a maturidade aumentam. Não foi por acaso que tive um grande final de temporada”, disse Soares, que começou 2013 com a conquista do ATP 250 de Auckland com o britânico Colin Fleming.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade