Futebol/Campeonato Carioca - ( )

Acompanhe as novidades das equipes cariocas para o torneio

Gazeta Press Rio de Janeiro (SP)

O torcedor do Fluminense só tem motivos para lembrar com saudades de 2012. O Tricolor começou o ano conquistando o título carioca e fechou a temporada com o título brasileiro. E as perspectivas são boas neste início de ano. O técnico Abel Braga segue no comando da equipe e a diretoria manteve o grupo que fez tanto sucesso, com destaque para Fred, Deco e Wellington Nem. Trouxe o lateral-direito Wellington Silva, que se destacou atuando pelo Flamengo na competição nacional, e o lateral esquerdo argentino Monzón.

E a comissão técnica também aposta no atacante Rhainer, ex-Náutico. E ainda trabalha com a possibilidade da contratação de reforços de peso, como os veteranos meias Felipe e Riquelme. Como a prioridade é a inédita conquista da Libertadores, o Fluminense deve escalar uma equipe mista nos primeiros jogos da competição regional, voltando a atuar com força total nas partidas decisivas.

Time base: Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos: Edinho, Jean, Thiago Neves e Deco; Wellington Nem e Fred.

Divulgação/Vipcomm
Técnico Dorival Júnior tenta administrar a importante perda do atacante Vagner Love.

Flamengo sem artilheiro - O Flamengo entra no Estadual com uma nova administração que pretende fazer o torcedor esquecer os fiascos do ano passado. Em 2012, o time rubro-negro conseguiu fracassar em todas as competições que disputou. O problema é que Jorge Bandeira de Melo assumiu a presidência em meio a uma forte crise financeira que limita os investimentos. E a primeira vítima da falta de dinheiro que assola a Gávea foi o atacante Vágner Love, artilheiro e o maior ídolo da torcida nas últimas temporadas. Sem condições de honrar o compromisso com o CSKA, da Rússia, a diretoria rubro-negra foi obrigada a devolver Love ao clube russo.

A mesma falta de recursos fez o clube desistir de Wellington Silva. O alto salário pode causar a dispensa do veterano Liedson. Os meias Ibson e Cléber Santana também podem deixar o clube nos próximos dias. A maior contratação do Flamengo para a temporada foi o meia Elias, que brilhou no Corinthians, mas teve passagens sem brilho por Atlético de Madri e Sporting. O jovem atacante Gabriel, revelação do Bahia, e o lateral João Paulo, da Ponte Preta, são outros reforços do clube. O zagueiro Alex Silva que teve uma primeira passagem muito polêmica pelo clube, voltou disposto a se afirmar como novo xerife da defesa rubro-negra. Mantido na direção técnica da equipe, agora sem a companha do dirigente Zinho, Dorival Júnior pretende aproveitar jogadores revelados pelo próprio clube que seriam mesclados com veteranos como Leonardo Moura e Renato Abreu.

Time-base; Felipe, Leonardo Moura, Renato Santos, Marcos González e Ramón; Luiz Antonio, Cléber Santana (Amaral), Ibson (Rodolfo) e Renato Abreu; Nixon e Hernani.

Botafogo menos 'Loco' - A equipe de General Severiano vai ter poucas mudanças neste início de competição. O técnico Oswaldo de Oliveira, mesmo perseguido pela torcida, renovou seu contrato e vai contar com o mesmo grupo que não conseguiu bons resultados em 2012. A grande novidade é a saída de Loco Abreu, maior ídolo da torcida nos últimos anos, mas que entrou em rota de colisão com o treinador desde o ano passado. O atacante uruguaio chegou a ser emprestado ao Figueirense durante o Brasileiro e, neste início de ano, já acertou sua volta ao Nacional, de Montevidéu.

Poucos reforços chegaram ao Alvinegro de General Severiano. O veterano zagueiro Bolívar e o lateral esquerdo Júlio César já acertaram com o clube, o mesmo acontecendo com o atacante Henrique, que foi revelado pelo São Paulo, mas que estava emprestado ao Sport, de Recife. O atacante Elkseon e o zagueiro Fábio Ferreira, titulares no ano passado, já deixaram o clube. O meia holandês Seedorf segue como o líder da equipe dentro de campo. Além de Abreu, o atacante Caio que também esteve no Figueirense no ano passado, se transferiu para o Internacional, de Porto Alegre.

Time base: Jéfferson, Lucas, Antonio Carlos, Bolivar e Márcio Azevedo; Gabriel, Renato, Seedorf e Andrezinho; Fellype Gabriel e Bruno Mendes.

Marcelo Sadio/Divulgação/Vasco da Gama
Problemas internos causam transtornos ao Vasco no início da temporada 2013.

Vasco desmontado - Entre os clubes grandes cariocas, a pior situação é a vivida pelo Vasco que está mergulhado em crise de grandes proporções. Jogadores de maior destaque na equipe - como os meias Juninho Pernambucano e Felipe - abandonaram o clube, em função da crise financeira. Outros jogadores conseguiram na Justiça o direito de deixar São Januário, casos do goleiro Fernando Prass, os volantes Nilton e Felipe Bastos e o atacante Alecsandro. A única boa novidade foi a volta do meia Bernardo, que deixou o clube de forma litigiosa, mas voltou ao Vasco depois de passagem apagada pelo Santos.

Para tentar um título que não conquista desde 2003, o Vasco vai se basear na categoria do zagueiro Dedé e na experiência de Carlos Alberto e Tenório. Alguns jogadores foram contratados, mas são verdadeiras incógnitas em relação ao que poderão apresentar com a camisa cruz-maltina, como o meia Pedro Ken, o atacante Thiaguinho e o lateral Elsinho. O técnico Gaúcho, efetivado no comando, também vai recorrer a jogadores revelados no próprio clube, casos de Abuda, John Cley, Romário e Marlone.

Time-base: Alessandro; Elsinho, Dedé, Douglas e Wendel; Abuda, Jhon Cley, Bernardo e Pedro Ken (Filipe Souto); Carlos Alberto e Thiaguinho Técnico: Gaúcho

Madureira - Alexandre Gama, o mesmo que se envolveu numa polêmica com Romário há alguns anos, no Fluminense, é o comandante da equipe do subúrbio carioca. O clube aposta em veteranos como o meia Iranildo e o atacante Jean, que já defendeu Flamengo (foi tricampeão), Fluminense e Vasco. O zagueiro Léo, o lateral Renan e o meia Índio, ex-Vitória, são outros reforços que prometem tornar o time mais competitivo e capaz de provocar surpresas na competição.

Bangu - O time de Moça Bonita trouxe jogadores experientes como o volante Ives (ex-Paraná) e os atacantes Alexandro e Hugo. Além disso, o técnico Cleimar Rocha vai contar com vários jovens jogadores que foram emprestados pelo Botafogo, além do lateral Índio (ex-Americano) e do meia Gilmar (ex-Audax), que apareceu como o destaque do time nos amistosos disputados durante a pré-temporada.

Olaria - Sem muitos recursos para investir, o Olaria montrou um grupo modesto para disputa do Campeonato Estadual. O goleiro Rafael Moreno, ex-Brasiliense, e o atacante Leandrão, ex-Nova Iguaçu, são os principais reforços da equipe comandada por Chiquinho de Assis. O time da Rua Bariri entra no torneio mais preocupado em não cair para a segunda divisão.

Resende - Seu treinador é o ex-goleiro Eduardo Allax e a grande contratação para a temporada foi a do atacante uruguaio Acosta, que chegou a brilhar no Náutico, mas que não teve sucesso com a camisa do Corinthians. O goleiro França, o zagueiro Dudu, os laterais Tiago Fernandes, Tiago Silva e Felipe Souza e o atacante Danilo Lins também foram contratados.

Volta Redonda - O atacante argentino Frontini, que já defendeu vários clubes brasileiros, é a principal atração dessa equipe que é dirigida pelo experiente Alfredo Sampaio. Outros destaques da equipe são o volante Fernando, o lateral-direito Jancarlos e o meia Adriano Felício.

Macaé - Toninho Andrade comanda a equipe que tem tradição de realizar boas campanhas na competição regional. O volante Lenon, emprestado pelo Flamengo, é a principal novidade da equipe da Região dos Lagos. O zagueiro Douglas Assis e o atacante Norton são outras apostas da comissão técnica.

Friburguense - É uma equipe que sempre apresenta a mesma base em todos os anos. Os veteranos Cadão, Sérgio Gomes e Abedi estão sempre presentes com a camisa do time da serra. O técnico é Gerson Andreotti e outros jogadores que já estiveram no clube como os atacantes Jorge Luiz e Rômulo voltam a vestir a camisa do time de Nova Friburgo.

Nova Iguaçu - O time é treinado por Leonardo Condé, que manteve o grupo que não teve destaque em 2012. apoiador Márcio Guerreiro e o zagueiro Naylhor retornam ao clube da Baixada Fluminense. O goleiro Jéferson espera repetir o desempenho do ano passado.

Boavista - O atacante Somália, artilheiro do Estadual no ano passado, é a grande aposta da equipe comandada pelo técnico Lucho Nizo. O meia Erick Flores, emprestado pelo Flamengo, é outro reforço que pode dar certo. O veterano zagueiro Luiz Alberto e o atacante Lenny aparecem como esperanças para que a equipe tenha um bom desempenho.

Duque de Caxias - O técnico Josué Teixeira tem fama de bom "montador" de times. E vai ter trabalho para armar uma equipe com um grupo modesto. Rodrigo Dinamite, filho de Roberto Dinamite, vai ter sua primeira chance de disputar uma competição como titular. Deve formar a dupla de ataque com Charles Chad.

Quissamã - Campeão da Série-B em 2012, mas que só conseguiu garantir sua presença na divisão de elite depois de uma verdadeira batalha judicial, já que a Federação tinha colocado o Goitacaz no seu lugar. O técnico Marcelo Buarque vai contar com um grupo jovem. O atacante Aílton, emprestado pelo São Paulo, é uma aposta, mas a esperança está nos pés de Marcelinho, ex-Tigres, artilheiro da série B no ano passado.

Audax - É uma equipe que conta com uma boa estrutura para a sua estreia na primeira divisão. Contratou jogadores experientes como os zagueiros Fabiano Eller e Anderson Luís e o volante Andrade, que serão comandados por Maurício Barbieri.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade