Vôlei/Superliga feminina - ( - Atualizado )

Pinheiros surpreende e bate Sollys/Nestlé, em Osasco, por 3 a 1

Osasco (SP)

Na noite desta sexta-feira, o Sollys/Nestlé foi surpreendido pelo Pinheiros e perdeu, em pleno ginásio José Liberatti, pelo placar de 3 sets a 1, com parciais de 25/16, 28/26, 20/25 e 25/19. Foi a terceira derrota da equipe de Osasco na Superliga feminina.

Com o resultado negativo, as comandadas do técnico Luizomar de Moura se complicam na briga pela liderança da competição e agora ficam com campanha de dez vitórias e três derrotas. O time laranja estaciona nos 30 pontos.

Do outro lado, o Pinheiros, que tem agora cinco vitórias e oito derrotas, sobe para 14 pontos, mas segue na sétima colocação do torneio.

A ponteiro Ellen Braga, do Pinheiros, foi um dos grandes destaques do jogo e saiu de quadra como a maior pontuadora, com 21 pontos. A ponteiro Andreia Laurence e a oposto Glauciele também tiveram boas atuações pelo time paulistano e contribuíram com mais 15 unidades cada uma.

Pelo Sollys/Nestlé, a ponteiro Fernanda Garay foi a mais produtiva ofensivamente e fechou o duelo com 17 pontos. A central Thaísa foi a responsável por mais 16 pontos da equipe de Osasco.

Entretanto, apesar dos desempenhos bons das jogadoras de ataque, foi uma defensora que saiu de quadra com o troféu VivaVôlei, destinado à melhor jogadora em quadra. A líbero Leia, do Pinheiros, ficou com a honraria.

"Com certeza, esse jogo será um divisor de água para nós. E esse troféu era para ser dividido por toda equipe, que jogou muito bem, com alegria, solta, sem responsabilidade, mas respeitando esse grande adversário que é o Sollys/Nestlé. Essa vitória nos ajudará muito para nossos próximos compromissos", disse Leia, após o jogo.

Até Luizomar de Moura fez questão de elogiar a líbero adversária. "Se eu ficar só falando do meu time, vou desmerecer a grande atuação do Pinheiros. A Leia fez uma partida memorável. Pegou tudo, e isso irritou nossa equipe, que não teve paciência para mudar o jogo. Mas que essa derrota nos sirva de alerta, pois daqui a pouco já começa o mata-mata. Parabéns ao Pinheiros", comentou o técnico do Sollys/Nestlé

Na próxima terça-feira, às 19h30, o Sollys/Nestlé volta a jogar em casa, no José Liberatti, onde tenta se reabilitar contra o Rio do Sul. No mesmo dia, às 20h, o Pinheiros joga diante da sua torcida, no Ginásio Henrique Villaboim, em São Paulo, onde enfrenta o São Cristóvão Saúde/São Caetano.

Fábio Rubinato/AGF/Divulgação
Apesar de estar na parte de baixo da tabela, o Pinheiros foi até Osasco e surpreendeu o favorito Sollys/Nestlé

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade