Futebol/Copa do Nordeste - ( - Atualizado )

Ceará vira sobre o ASA fora de casa, mas sofre o empate no final

Arapiraca (AL)

O Ceará conseguiu um bom resultado no caminho para a final da Copa do Nordeste neste domingo ao empatar por 3 a 3 com o ASA depois de sair atrás no placar atuando fora de casa. O Vozão chegou a virar com gol de Lulinha, seu primeiro pelo clube cearense, aos 35 minutos do segundo tempo, mas Chiquinho garantiu o empate aos 41.

Atuando em Arapiraca, o ASA saiu na frente aos 21 minutos do primeiro tempo, quando Léo Gamalho foi lançado por Tiago Garça na área, e sozinho, bateu cruzado para abrir o placar.

A vantagem, no entanto, durou pouco. O Ceará precisou de apenas cinco minutos para responder e empatar com Ricardinho, que bateu falta direta e contou com falha do goleiro Gilson para marcar o primeiro de sua equipe.

O ASA, no entanto, não se abalou. Aos 33 minutos, a equipe voltou a ficar na frente graças a um gol de Pedro Silva, que dominou na área e bateu forte para superar o goleiro Fernando Henrique.

O Vozão começou a etapa final pressionando em busca do resultado e conseguiu igualar o placar novamente aos sete minutos com nova participação de Ricardinho. O meia bateu forte na entrada da área, forçando rebote de Gilson. Pingo aproveitou e mandou a bola para o fundo das redes.

O Ceará quase conseguiu a virada logo no lance seguinte, com Gabriel recebendo após jogada individual de Magno Alves e acertando o travessão. No entanto, a equipe só passaria à frente aos 35 minutos, quando Lulinha sofreu falta em posição perigosa. Ricardinho acertou a trave em cobrança direta e o próprio Lulinha apareceu para desviar e marcar seu primeiro gol pelo seu novo clube.

O gol, porém, não garantiria a vitória. O ASA voltou a mostrar poder de reação e, já aos 41 minutos, marcou em mais uma cobrança de falta. Chiquinho acertou uma bomba que passou entre a barreira e morreu nas redes.

Agora, o Ceará pode empatar por até 2 a 2 atuando no Castelão no segundo jogo da semifinal no próximo domingo, às 18h30 (de Brasília). Um novo empate por 3 a 3 leva o jogo aos pênaltis, enquanto qualquer igualdade com mais gols marcados favorece ao ASA. Uma vitória garante qualquer um dos dois times na final.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade