Futebol/Copa do Nordeste - ( )

Na Ilha do Retiro, Sport tenta frear Campinense na Copa do Nordeste

Recife (PE)

O Sport está muito próximo de se classificar às semifinais da Copa do Nordeste pela sexta vez na sua história. Na Ilha do Retiro, às 16 horas (de Brasília) deste sábado, uma vitória sobre o Campinense faz com que o Leão, assim como em 1994, 1997, 1999, 2000 e 2001, fique entre os quatro melhores times da competição. Na última quarta-feira, as duas equipes empataram por 0 a 0.

Técnico rubro-negro, Vadão tem um desfalque para o jogo deste sábado: o volante Rithely, mesmo após ter treinado normalmente nesta sexta-feira, foi vetado pelo departamento médico do clube pernambucano depois de sair de campo na partida de ida com uma lesão cerebral. O jogador bateu a cabeça, ficou desacordado no gramado e preocupou a sua comissão técnica.

Durante as atividades desta semana, Vadão sinalizou Marino como o substituto de Rithely. “Eu venho treinando e ganhando ritmo de jogo, junto com os meus companheiros. Mas todo mundo que é relacionado pode jogar”, despistou Marino, já que Felipe Menezes também briga pela vaga de meia defensivo. “Mas vou dar o meu máximo para que o Sport se classifique”, garantiu.

Já o Campinense, que teve a sua melhor campanha no Nordestão em 1999, com o 14º lugar, parece estar motivado. “Nós estamos com uma ‘força extra’ e precisamos ter sabedoria para usá-la. Eles estão pressionados e têm que sair para o jogo. Nós também vivemos um bom momento na competição e, com confiança, não vamos dar oportunidades”, analisou o técnico Oliveira Canindé.

Para tirar mais um zero do placar: mais tarde, às 18h30, ABC e ASA se enfrentam no Frasqueirão, em Natal (RN), no jogo que define o adversário ou de Ceará ou de Vitória. Em Arapiraca, os dois times também empataram sem gols.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade