Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Roberto Mancini usa Adriano como exemplo ao aconselhar Balotelli

Manchester (Inglaterra)

O técnico do Manchester City, Roberto Mancini, precisou recorrer a um velho conhecido neste sábado: o atacante Adriano. Em entrevista à Rádio2, o treinador usou os problemas extra-campo do Imperador como forma de alerta a Mario Balotelli - recém-negociado com o Milan e também conhecido pelas polêmicas que coleciona fora do gramado.

“Mario deve perceber que a carreira de um jogador de futebol é curta. Veja o que aconteceu com Adriano, que era o melhor em sua posição e  desapareceu num curto período de tempo”, disse.

Mancini e Adriano trabalharam juntos na Inter de Milão entre 2004 e 2008, período em que o atacante de 30 anos ganhou o apelido de “Imperador” pelas boas atuações dentro de campo. Nos últimos anos, entretanto, o atleta se envolveu em uma série de problemas disciplinares, que o levaram a ter passagens fracassadas por Corinthians, Flamengo e Roma.

Balotelli, oito anos mais jovens do que Adriano, foi treinado por Mancini ao longo das últimas três temporadas. Ainda assim, com a mesma velocidade com que marcou gols dentro dos gramados, o atacante italiano estampou as capas dos tabloides ingleses por causa das polêmicas que protagonizava longe do campo.

AFP
Para Roberto Mancini, Balotelli (foto) pode perder espaço no futebol, em trajetória semelhante à de Adriano
Mas se Mancini parece ter desistido de Adriano, o mesmo não se pode dizer do que ele pensa sobre Balotelli – com quem chegou a trocar agressões físicas.

“Queríamos que ele permanecesse no City por muitos anos, mas o Milan entrou com força no negócio e as coisas mudaram. Ele está feliz de voltar à Itália e fará a melhor dupla de ataque do Calcio com Stephan El Shaarawy [atacante do Milan]”, encerrou o treinador.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade