Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Santos adia julgamento e libera Neymar para pegar Corinthians

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

O departamento jurídico do Santos ingressou com um pedido para adiar o julgamento do atacante Neymar, pela expulsão na derrota para a Ponte Preta, no último domingo, no Estádio Moisés Lucarelli. A audiência estava marcada para a próxima segunda-feira. Porém, a solicitação do jurídico do clube praiano foi aceita pelo Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-S) e, desta forma, a Joia não corre nenhum risco de ficar fora do duelo com o Corinthians, no dia 3 de março, no Morumbi.

“Entramos com o pedido e ele foi deferido pelo presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol Paulista”, explicou o advogado santista, João Vicente Gazolla.

Denunciado, Neymar foi indiciado em dois artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). No 250, por “praticar ato desleal ou hostil durante a partida, prova ou equivalente”, ele pode pegar suspensão de uma a três partidas. O camisa 11 do Peixe ainda foi incurso no artigo 254-A,§ 1º,II, acusado de “praticar agressão física durante a partida, prova ou equivalente, como desferir chutes ou pontapés, desvinculados da disputa de jogo, de forma contundente ou assumindo o risco de causar dano ou lesão ao atingido”, que prevê suspensão de quatro a 12 partidas. As duas punições serão somadas pelos auditores, neste caso.

O novo julgamento de Neymar foi marcado para o próximo dia 4, um dia após o clássico com o Timão. No entanto, a Joia não poderá ajudar o time alvinegro diante do XV de Piracicaba, domingo, a partir das 18h30 (horário de Brasília), na Vila Belmiro. O centroavante André deve ser o seu substituto contra o Nhô Quim, em compromisso válido pela nona rodada do Campeonato Paulista.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade