Futebol/Campeonato Carioca - ( - Atualizado )

Seedorf brilha com três gols e Botafogo garante vitória ante o Macaé

Gazeta Press Macaé (RJ)

O Botafogo enfrentou muitas dificuldades, mas conseguiu derrotar o Macaé por 3 a 1, em partida disputada na noite deste domingo, no Moacyrzão, em Macaé, pela quinta rodada da Taça Guanabara. Com os três pontos conquistados, o Alvinegro de General Severiano assumiu a liderança do Grupo A com 11 pontos ganhos. O Macaé é o lanterna do Grupo B com três pontos.

O destaque da partida foi o meia holandês Seedorf, que, pela primeira vez na competição, começou jogando e foi responsável pelas melhores jogadas da equipe dirigida por Oswaldo de Oliveira, além de ter marcado os três gols que garantiram a vitória da sua equipe. O Macaé vinha tendo uma boa atuação até perder um jogador, expulso, o que fez perder as condições de resistir à melhor qualidade técnica do adversário.

Na próxima rodada, o Botafogo enfrentará o Resende, enquanto o Macaé vai visitar o Olaria.

O Jogo - A partida começou com o Macaé atacando e logo aos 20 segundos, Michel recebeu nas costas da zaga alvinegra e bateu cruzado, mas a bola acabou saindo, à direita de Jéfferson. O Botafogo que tinha Seedorf em campo, pela primeira vez, desde o início, mantinha seu esquema habitual de concentrar vários jogadores no meio e apenas Bruno Mendes na frente.

Aos cinco minutos, o Macaé marcou o primeiro gol. Depois de troca rápida de passes, a bola caiu nos pés de Michel que cruzou na cabeça de Jones e o atacante deslocou Jéfferson que ficou sem reação no centro do gol.

O Botafogo tentou reagir imediatamente e Vitinho, aos sete minutos, arrancou pela esquerda e cruzou para a pequena área, mas o goleiro Luiz Henrique interceptou o lançamento. O Botafogo empatou aos nove minutos. Lodeiro fez boa jogada pela esquerda e passou para Bruno Mendes na entrada da pequena área. A zaga tentou bloquear a bola sobrou para Seedorf colocar nas redes, empatando a partida.

Aos 14 minutos, Anderson Manga foi lançado em profundidade e acabou se chocando com o goleiro Jéfferson dentro da área. Os jogadores da equipe do norte fluminense pediram a marcação de pênalti, mas o árbitro considerou legal o lance. Aos 20, o mesmo Anderson Manga foi lançado pelo alto e se chocou outra vez com o goleiro alvinegro, mas não reclamou de nenhuma irregularidade. O Macaé continuava mais objetivo e aos 24, Jéfferson espalmou para escanteio um chute perigoso de Michel.

O estado irregular do gramado prejudicava as duas equipes, mas o holandês Seedorf tentava organizar o Botafogo, tentando passar a bola sempre com objetividade. Aos 27 minutos, ele deu um passe perfeito para Fellype Gabriel chutar, de fora da área, e mandar para fora.

O Macaé concentrava suas ações ofensivas pela direita. Michel caía pelo setor, sem marcação, e se juntava a Daniel para criar problemas para a defesa alvinegra.

O time dirigido por Oswaldo de Oliveira só voltou a incomodar a defesa do Macaé aos 35 minutos, quando Vitinho penetrou pela esquerda e chutou cruzado,mas o goleiro Luiz Henrique defendeu parcialmente, permitindo que a zaga aliviasse o perigo.

O Botafogo começou a segunda etapa de forma mais agressiva, mas sem conseguir construir ações mais efetivas, porque todas as tentativas de ataque são rechaçadas pela defesa do Macaé, sem grandes dificuldades, já que Bruno Mendes seguia isolado na frente e Vitinho insistia em jogadas individuais, sem qualquer objetividade. Aos dez minutos, o volante Marcelo Mattos se adiantou e finalizou com perigo, pela primeira vez, depois que o jogo foi reiniciado.

Aos 16 minutos, o zagueiro Diego entrou de foma violenta sobre o uruguaio Lodeiro e recebeu cartão vermelho. O jogador do Macaé ficou revoltado porque estava vibrando por ter conseguido tirar a bola do jogador botafoguense.

Com um jogador a mais, o técnico Oswaldo de Oliveira decidiu trocar o volante Marcelo Mattos pelo atacante Henrique. Aos 23 minutos, Seedorf pegou de primeira e Luiz Henrique fez boa defesa.

O Macaé tentava surpreender o adversário em lançamentos para Jones, se aproveitando da ausência de um cabeça-de-área na equipe alvinegra, depois da saída do volante Marcelo Mattos. Aos 32 minutos, Cidinho foi lançado em velocidade e recebeu uma trombada, dentro da área, do goleiro Luiz Henrique. O árbitro marcou pênalti que Seedorf converteu, aos 33, para garantir a vantagem. O Macaé desistiu de lutar e aos 42 minutos, Bruno Mendes foi derrubado por Gedeil na área. Seedorf bateu com violência para marcar o terceiro gol e definir o resultado da partida.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade