Futebol/Campeonato Carioca - ( - Atualizado )

Vasco é surpreendido pelo Bangu em São Januário e perde mais uma

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

O Vasco sofreu na noite deste domingo, em São Januário, a segunda derrota consecutiva na Taça Guanabara, que equivale ao primeiro turno do Campeonato Carioca. Com um gol de Hugo, o Bnagu venceu por 1 a 0, resultado que fez o time cruz-maltino cair para a segunda colocação do Grupo A com nove pontos ganhos. A equipe de Moça Bonita ocupa agora a quarta colocação do Grupo B com oito pontos e mantém as chances de se classificar para a próxima fase da competição.

O Vasco foi castigado pela intranquilidade demonstrada durante a maior parte do jogo. Assim como aconteceu na partida diante do Flamengo, o time dirigido por Gaúcho desperdiçou muitas oportunidades para marcar. O Bangu entrou com um bem ajustado sistema defensivo e mostrou objetividade, ao aproveitar a chance para liquidar a fatura.

Na próxima rodada, o Vasco enfrentará o Fluminense no Engenhão. O Bangu receberá o Quissamã, em Moça Bonita.

Arte GE.Net
O Jogo - A partida começou com os dois times atuando com muita cautela, trocando muitos passes no meio-campo e pouco se aventurando nas ações ofensivas. O Vasco tentava se soltar, mas concentrava suas jogadas no meia Bernardo que demorava a distribuir as jogadas, o que irritava a torcida cruz-maltina.

Aos 11 minutos, o Vasco criou a primeira chance de gol. Éder Luis fez ótima jogada pela direita e cruzou. Tenório se antecipou aos zagueiros e cabeceou, mas a bola saiu, com grande perigo. Dois minutos depois, o mesmo Tenório foi lançado na frente, mas o goleiro Getúlio Vargas saiu para dividir a jogada e impedir a conclusão do atacante equatoriano.

Depois de sofrer a pressão, o Bangu começou a tentar sair para o jogo, adiantando seus jogadores de armação, mas a bola dificilmente chegava aos atacantes. Só aos 21 minutos, o time de Moça Bonita criou sua primeira chance com um chute de Celsinho que obrigou Alessandro a espalmar para o lado. No minuto seguinte foi a vez de Alexsandro arriscar da entrada da área e obrigar o goleiro do Vasco a praticar mais uma defesa difícil. O Vasco respondeu aos 25 minutos com uma boa conclusão de Tenório que passou perto do gol defendido por Getúlio Vargas.

Depois dos 30 minutos, o jogo caiu de ritmo e os dois times passaram a errar muitos passes. A torcida só voltou a vibrar aos 39 minutos, quando Tenório lançou Éder Luis que mandou a bomba, mas Getúlio Vargas espalmou para escanteio. E depois desse lance, nada mais aconteceu de relevante até o final da primeira etapa, o que fez a torcida cruz-maltina vaiar sua equipe, quando ela deixou o campo.

Os dois times voltaram do intervalo sem modificações. E sem alterar a forma de jogar. O Vasco dominava, mas não conseguia chegar na área banguense, em condições de finalizar. E o Bangu acabou saindo na frente, aos nove minutos. O atacante Hugo se aproveitou do espaço concedido pelos zagueiros para receber na frente e chutar. A bola bateu na trave, nas costas do goleiro Alessando e entrou, para desespero da torcida. logo após sofrer o gol, o técnico Gaúcho trocou o volante Fellipe Souto pelo meia Dakson.

Os jogadores do Vasco protestaram de forma vemente aos 12 minutos quando Éder Luis dividiu com Carlos Renan e caiu na área. O árbitro considerou que não aconteceu a penalidade máxima. O time vascaíno mostrava um evidente nervosismo, principalmente com a reação da arquibancada que revelava toda sua impaciência com a atuação da equipe.

O Vasco partiu de forma desordenada para o ataque e o nervosismo fez o time perder algumas chances para empatar. Aos 39 minutos, Dedé cabeceou com força e Getúlio Vargas fez grande defesa. A pressão aumentou e aos 42 minutos foi a vez de Leonardo acertar o travessão. O time da casa teve outra chance para marcar aos 47 minutos, quando Dedé, inteiramente livre na entrada da pequena área, cabeceou para fora, dessperdiçando a última oportunidade para alterar a sorte da partida.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade