Futebol/Campeonato Gaúcho - ( - Atualizado )

Inter vence Gre-Nal em Caxias e está nas semifinais da Taça Piratini

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

O Internacional aproveitou o fato de o Grêmio vir com reservas mais uma vez em um Gre-Nal para carimbar sua vaga às semifinais da Taça Piratini. Neste domingo, o Colorado fez 2 a 1 em seu maior rival, no Estádio Centenário, em Caxias do Sul. Forlán e Rodrigo Moledo fizeram os gols que classificaram o time de Dunga. Willian José descontou para o Tricolor.

Com nove jogadores suplentes, o Grêmio entrou com a proposta de se defender e explorar os contragolpes, o que conseguiu fazer até o pênalti bobo cometido por Mateus Biteco sobre Forlán. Na etapa final, o Tricolor voltou com proposta, mas foi dominado e levou o segundo. Quando o jogo dava pinta de goleada vermelha, o time de Luxemburgo descontou, mas não reagiu com força suficiente para buscar um empate.

Classificado, o Internacional aguarda agora o vencedor de Lajeadense x Esportivo para conhecer seu adversário na semifinal do primeiro turno do Campeonato Gaúcho. Foi a segunda vitória colorada em Gre-Nais no ano. O Grêmio agora terá dez dias de folga até a partida contra o Caracas, dia 5, pela Copa Libertadores da América.

Lucas Uebel/Vipcomm
Willian José fez o gol do Grêmio no clássico
O jogo – Apesar de entrar num 3-5-2 cauteloso, o Grêmio não fez um mau primeiro tempo. Embora as principais chances tenham sido do Inter, o Tricolor incomodou o rival e teve o controle do jogo em alguns momentos. Faltou justamente um maior poder de fogo no ataque para transformar a atuação razoável em perigo para a meta de Muriel.

No começo, o Inter explorava a bola aérea. A melhor chance por cima veio aos 6 minutos, quando Rodrigo Moledo aproveitou sobra após cobrança de escanteio para emendar um belo arremate no travessão. Bem fechado, o Grêmio não oferecia espaços. O Colorado só chegou de novo no ataque aos 18, em chute de Leandro Damião defendido com tranquilidade por Dida.

A seguir, veio o melhor lance do Grêmio no primeiro tempo, que confirmava o bom momento tricolor no jogo. Tony fez cruzamento no segundo pau pela direita e Welliton chegou de peixinho para mandar para fora. Mas a parada para reidratação dos jogadores devido ao calor em Caxias do Sul freou o bom momento gremista. Um minuto depois da volta do jogo, aos 25, Forlán recebeu na área e foi derrubado por Mateus Biteco. Pênalti, cobrado pelo uruguaio no cantinho, vencendo Dida: 1 a 0.

Empolgado com o gol, o Inter quase fez o segundo aos 29: D’Alessandro aproveitou passe de Fred e mandou de primeira, quase acertando o ângulo. Depois disso, o Grêmio se acertou de novo em campo e terminou primeiro tempo até com mais posse de bola, mas faltava poder ofensivo. Tanto que, apesar de jogar fechado, foi o Colorado que teve mais chegadas perigosas até o intervalo, primeiro com Fred, depois com Fabrício.

Arte GE.Net
Com Bertoglio e Willian José nos lugares de Marcelo Moreno e Bressan, o Grêmio trocou para o esquema 4-4-2. Mas, ao contrário de melhorar, a equipe ficou mais vulnerável e viu o Inter empilhar chances no começo da segunda etapa. Logo aos dois minutos, Dida falhou em cobrança de escanteio, mas a zaga afastou. A seguir, D’Alessandro deu bom chute de longe. Aos 12, Forlán cobrou escanteio na cabeça de Rodrigo Moledo, que subiu no primeiro pau e fez o segundo.

O Grêmio tentava atacar, mas o Inter levava muito mais perigo contragolpeando. Quando os colorados no Centenário já gritavam “olé” com as trocas de passe do time, veio o gol gremista: Josimar deslocou Grolli na área, e Jean Pierre Lima marcou pênalti. Willian José cobrou com perfeição e descontou, aos 23. O jogo passou a ficar equilibrado. O Inter teve boa chegada com Fred, aos 31, e o Grêmio respondeu com Guilherme Biteco, no minuto seguinte.

Nos minutos finais, Guilherme Biteco era o jogador que mais tentava pelo Grêmio. Aos 39, mandou chute de longe, por cima do gol. Aos 41, driblou dois adversários pelo lado direito, mas a zaga conseguiu o corte. Aos 45, Marco Antônio cobrou falta pela esquerda, a bola passou por todo mundo e quase entrou.

Alexandre Lops/Divulgação/Internacional
De pênalti, Diego Forlán abriu o placar e deu o primeiro passo para a classificação do Internacional

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade