Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Doni revela que quase morreu e só joga por Botafogo-SP em 2014

Ribeirão Preto (SP)

A diretoria do Botafogo de Ribeirão Preto anunciou nesta semana a contratação do goleiro Doni, que estava no Liverpool. Porém, em seu retorno ao clube em que foi revelado, o ex-jogador da Seleção Brasileira revelou que só poderá jogar novamente em 2014, em função de um problema cardíaco descoberto durante avaliações de rotina na Europa.

“Estava em um dos exames e sofri uma parada cardiorrespiratória. Fiquei 25 segundos desacordado e quase fui para ‘o outro lado’”, afirmou o atleta, em entrevista à Rede Globo.

Negociado pela Roma com o time inglês, Doni fazia os testes de início de temporada no Liverpool em julho do ano passado, quando sofreu o problema. Desde então, o atleta encara uma bateria de avaliações para conseguir jogar novamente.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Goleiro Doni foi revelado pelo Botafogo de Ribeirão Preto e tem passagem também pela Seleção Brasileira
“Fiz vários exames em Londres e constataram que não fiquei com sequela. Depois, me mandaram de volta para Roma, porque lá tem um dos melhores médicos da Europa. Depois de outros exames, os médicos pediram para eu ficar mais alguns meses parado”, explicou.

Aos 33 anos, o goleiro foi aconselhado a abandonar o futebol ou então esperar alguns meses antes de voltar aos gramados. Por isso, Doni tomou a decisão de só vestir a camisa do time de Ribeirão Preto em 2014, quando pretende disputar o Campeonato Paulista no encerramento de sua carreira.

“Fiquei mal durante três meses e tive dificuldades para dormir. Quem passou por isso sabe que é uma sensação horrível. Quando você volta, parece que ficou cem anos dormindo. Foi um período que me afetou psicologicamente, mas, depois de uns meses, passou e agora está tudo normal”, encerrou.

Depois de ter sido revelado pela equipe do interior, Doni passou por Corinthians, Santos, Cruzeiro e Juventude, antes de ir para a Roma, clube em que se firmou, até se transferir para o Liverpool. O atleta defendeu também a Seleção Brasileira, inclusive sendo convocado por Dunga para a Copa do Mundo de 2010.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade