Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Estreia de Pato repercute entre indianos, australianos e noruegueses

Helder Júnior São Paulo (SP)

A rede do Pacaembu não foi a única que balançou com o gol marcado por Alexandre Pato, aos 28 minutos do segundo tempo da vitória por 5 a 0 sobre o Oeste. Na internet, até indianos, australianos e noruegueses curtiram e repercutiram a estreia do atacante no Campeonato Paulista. Foi o que constatou uma pesquisa feita pela Social Figures, empresa especializada em monitoramento de redes sociais que presta serviços para o Corinthians.

Redes sociais ajudaram a demitir Adriano

A pedido da Gazeta Esportiva.net, a Social Figures acionou o analista Ricardo Freitas para elaborar um estudo sobre a repercussão virtual da primeira partida de Pato pelo Corinthians. Entre os dias 1º e 5 de fevereiro, a atuação do atacante contra o Oeste foi o principal tema de pelo menos 11.205 publicações de redes sociais como Twitter (9.519), Facebook (978), blogs (445), entre outras (263). Ele recebeu elogios de 51% desses internautas e críticas de apenas 13%, enquanto 36% deles se mantiveram neutros – a pesquisa em relação ao sentimento do público tem margem de erro de 8%.

“O resultado é bem alto. Precisamos lembrar que fizemos um estudo direcionado para um só jogador. Se fosse algo generalizado sobre o Corinthians, os números seriam impressionantemente maiores”, comentou Thiago Contri, um dos fundadores da Social Figures, sem deixar se influenciar pelo coração palmeirense ao fazer uma comparação. “Foi a estreia do Pato, uma estrela de Seleção Brasileira, e pelo Corinthians. Ainda assim, ele entrou só no finalzinho de um jogo que não valia muita coisa. Estou chutando, mas acho que, se fosse o Barcos pelo Palmeiras, não chegaríamos aos 2.000 comentários. Só que tudo depende das circunstâncias da partida.”

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Sócio da empresa que faz análise de redes sociais para o Timão aponta que Pato já ganhou os internautas
Das 11.205 citações que Pato ganhou em cinco dias nas redes sociais, menos da metade delas partiu do Brasil (5.267). O segundo país que mais falou sobre o atacante foi os Estados Unidos (577), muito em função da grande quantidade de imigrantes brasileiros. A Itália (74), onde o jogador ganhou destaque pelo Milan, apareceu na terceira colocação da análise, pouco à frente de Portugal (69). Completaram a lista das dez 'nações corintianas' onde o estreante mais foi comentado: Reino Unido (52), Espanha (48), Índia (42), França (28), Austrália (26) e Noruega (25).

Fazendo jus à letra de seu hino, “o clube mais brasileiro” foi lembrado em todos os Estados do País de acordo com a análise da Social Figures. São Paulo concentrou 1.701 comentários sobre Pato no Corinthians, bem distante do Rio Grande do Sul (274), onde o atleta costumava comemorar seus gols pelo Internacional. Paulistas e gaúchos foram seguidos por torcedores de Rio de Janeiro (253), Paraná (187), Minas Gerais (170), Santa Catarina (134), Rio Grande do Norte (68), Bahia (64), Pará (60) e Pernambuco (56) nas dez primeiras posições do ranking.

Embora Alexandre Pato seja bastante conhecido pelo público feminino, mais ainda depois de trabalhar como modelo na Itália e de assumir relacionamento com Barbara Berlusconi (filha do ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi), os homens são os maiores fãs do atleta. Os comentários na internet sobre a sua estreia foram predominantemente masculinos (67%), conforme é comum em estudos associados ao futebol.

Reprodução
Estreia de Pato foi o destaque da goleada sobre o Oeste, conforme a Social Figures mostra neste quadro
A Social Figures ainda não sabe se encaminhará os resultados da análise encomendada pela GE.net ao Corinthians. Certamente, Alexandre Pato será o tópico de outras pesquisas da empresa. “Estou para marcar uma reunião no clube para definir qual será o foco para este ano. A minha suspeita é de que será mais para o lado do Pato, para saber o que a torcida está achando dele, se foi muito dinheiro por um jogador, se dá para lidar com o histórico de lesões”, comentou Thiago Contri. No ano passado, entre outros, ele coordenou diagnóstico que ajudou a decretar a demissão do centroavante Adriano e um para avaliar a aceitação da torcida ao atacante chinês Chen Zizao.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade