Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Falta de concentração exibida pelo Corinthians incomoda Tite

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Após um primeiro tempo ótimo, o Corinthians cochilou, levou a virada do São Caetano e teve de lutar bastante para conseguir o empate. A falta de concentração do time na volta do intervalo foi criticada pelo técnico Tite.

“Há mérito do adversário, mas não é normal para a gente. No momento em que o time se desconcentrou, o adversário foi efetivo. Serve de aprendizado. Gostei do volume no primeiro tempo. No segundo, foi abaixo”, comentou o gaúcho.

No primeiro gol do São Caetano, aos três minutos do segundo tempo, Alessandro simplesmente desistiu de acompanhar Rivaldo. No segundo, Paulo André saiu na frente, mas acabou perdendo a corrida para Danielzinho.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Tite abraça Geninho antes de se surpreender com as falhas do Corinthians no Pacaembu
Por isso, Tite teve de ir para o tudo ou nada. O treinador tirou três jogadores da defesa – Alessandro, Gil e Fábio Santos – para colocar Romarinho, Renato Augusto e Alexandre Pato, três homens ofensivos.

“A gente usou jogadores mais agressivos. Fiz até uma alteração que talvez não fizesse de novo: coloquei o Romarinho na zona de criação e botei o Renato para o lado. Eu queria ter ultrapassagens pelos lados e abrir o campo, para que fosse aberto espaço no meio. Foi o que houve no lance do gol do Paulinho”, analisou.

Agora, há dois dias de folga para todos. Na terça-feira, o Corinthians começa a se preparar para uma sequência importante. O próximo jogo é o clássico contra o Palmeiras. Em seguida, o atual campeão estreia na Copa Libertadores, contra o San Jose, na Bolívia.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade