Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Timão acata decisão da Conmebol e fecha Pacaembu até para imprensa

São Paulo (SP)

Horas depois de ser comunicado da decisão da Conmebol de não poder liberar a entrada de torcedores no estádio do Pacaembu, nesta quarta-feira, pela segunda rodada da Libertadores, o Corinthians divulgou outra nota oficial para detalhar a situação. Até mesmo o acesso à imprensa credenciada, que costuma ser irrestrito em partidas disputadas no País, foi vetado de acordo com o departamento de futebol do Timão. Não há esclarecimento, no entanto, se as emissoras que detêm os direitos de transmissão poderão realizar seu trabalho.

Apenas atletas, membros da comissão técnica, da diretoria e presidentes de Corinthians e Millonarios-COL terão entrada autorizada ao Pacaembu, de acordo com o comunicado. Assim como os profissionais de imprensa, torcedores também ficarão fora da partida em função da punição revelada no final da última semana. O clube brasileiro foi castigado porque um torcedor menor de idade presente na partida contra o San José, na quarta-feira passada, vitimou um boliviano com o disparo de um sinalizador.

“Com base na decisão da Câmara de Apelações da Conmebol dando conta que a partida entre Corinthians x Milionarios (COL) será disputada "com portões fechados", o Corinthians comunica que apenas o presidente, a diretoria de futebol, os atletas e a comissão técnica poderão ir ao estádio do Pacaembu nesta quarta-feira (27)”, abre a nota oficial publicada no site do clube, colocando a dúvida no termo "com portões fechados".

Além dos componentes das duas delegações, a Conmebol, totalmente responsabilizada pelo gesto segundo a versão do clube, poucas pessoas terão acesso ao estádio: “As exceções de costume, tais como autoridades, convidados das Federações e Confederações, da Prefeitura, da SEME/Pacaembu, maiores de 60 e menores de 12 anos (atendidos pela Lei Municipal 11.256/92) e imprensa não terão acesso ao estádio, a não ser que seja decidido de forma diferente pela Conmebol, que já foi consultada de forma oficial pelo Corinthians”.

A diretoria do Corinthians foi informada da decisão tomada pela entidade máxima do futebol sul-americano no final da manhã desta terça-feira e já havia publicado uma nota para lamentar o veto ao recurso. Pedindo que os torcedores não apareceram nos arredores do Pacaembu, conforme programado pelas organizadas na internet, o Timão deve ressarcir àqueles que já compraram ingressos para as três partidas da primeira fase da Copa Libertadores.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade