Futebol/Campeonato Carioca - ( - Atualizado )

Flamengo derrota o Nova Iguaçu e reassume a liderança

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Depois da expressiva vitória sobre o Vasco, a torcida do Flamengo esperava uma nova goleada sobre o Nova Iguaçu, mas a realidade foi diferente. Apesar de dominar completamente o adversário,na partida disputada neste domingo, no Engenhão,a equipe rubro-negra falhou muito nas conclusões e acabou vencendo por apenas 1 a 0, gol de Hernane, no segundo tempo. O resultado fez o Flamengo reassumir a liderança do Grupo B da Taça Guanabara, com 13 pontos ganhos, dois a mais do que o Fluminense. O Nova Iguaçu segue em sexto no Grupo A com apenas quatro pontos.

O atacante Rafinha, destaque na vitória sobre o Vasco, teve uma atuação apenas discreta e acabou substituído, no segundo tempo. Bem marcado pela defesa do Nova Iguaçu, a revelação da Gávea acabou decepcionando os torcedores rubro-negra. O Nova Iguaçu entrou com um forte esquema defensivo e não se preocupou em atacar, mas a falta de ambição acabou castigada com o gol marcado por Hernani.

Na próxima rodada, o Flamengo enfrentará o Friburguense, em Macaé. O Nova Iguaçu vai encarar o Boavista,no Laranjão

Divulgação/Vipcomm
Hernane comemora gol que deu vitória ao Flamengo
O jogo - O Flamengo começou a partida no ataque e, antes do primeiro minuto. já havia conseguido um escanteio, depois de investida do lateral João Paulo, pela esquerda. Aos três minutos, Hernani fez ótimo passe para Nixon que invadiu a área, mas adiantou a bola e desperdiçou a primeira grande chance de gol da equipe rubro-negra.

O time dirigido por Dorival Júnior marcava a saída de bola do Nova Iguaçu e complicava a troca de passes da equipe da Baixada Fluminense que não conseguia sair da defesa. O Flamengo tentava buscar espaços na defesa adversária, mas encontrava dificuldades para concluir.

Aos dez minutos, Leonardo Moura penetrou pela direita e lançou Elias. O meia chutou, mas a bola bateu na zaga e voltou para Leonardo Moura que chutou por cima do travessão defendido por Jefferson. O Flamengo dominava, mas não conseguia penetrar com facilidade na defesa do Nova Iguaçu. O atacante Rafinha não conseguia desenvolver jogadas em velocidade, por causa da marcação cerrada empregada pelo adversário. Aos 18 minutos, Rafinha foi lançado pela direita, mas seu cruzamento para a área foi bloqueado por Rodrigo Almeida. O time rubro-negro voltou a criar outra situação difícil para o Nova Iguaçu, aos 20 minutos. Leonardo Moura arrancou pela direita e lançou Elias que bateu, de primeira, mas a bola passou perto da trave direita de Jefferson.

Só aos 23 minutos é que o time da Baixada criou sua primeira jogada de perigo na área rubro-negra. Glauber cobrou escanteio, González desviou mal e a bola voltou para Glauber que chutou para defesa de Felipe. Os atacantes Rafinha e Nixon pouco produziam quando eram lançados, prejudicando as manobras ofensivas do Flamengo.

Aos 30 minutos, o Flamengo criou outra chance para marcar. Elias foi lançado em profundidade por Rafinha, mas o goleiro Jefferson saiu com precisão e dividiu com o atacante. A bola sobrou para o mesmo Elias que cruzou para Hernane cabecear, por cima, do travessão. No minuto seguinte, o estreante Wallace deu grande susto à torcida do Flamengo. O ex-jogador do Corinthians foi fazer a cobertura de uma bola lançada em profundidade e a bola tocou no seu pé, enganando Felipe que saía do gol para fazer a defesa. Para sorte dos rubro-negros, a bola saiu.

Aos 35 minutos, Rafinha aciona João Paulo que troca passes com Hernane e aparece na frente de Jefferson, mas a conclusão do lateral foi defeituosa. Aos 39 foi a vez de Cáceres. O volante paraguaio cabeceou com muito perigo, após cobrança de escanteio, no último lance importante da etapa inicial.

O Flamengo começou o segundo tempo com a mesma disposição tática do primeiro tempo. Com Rafinha e Nixon abertos pelas extremas, enquanto Elias tentava entrar na defesa adversária, através dos espaços abertos pelos atacantes.

Muito acionado, o lateral João Paulo produzia boas jogadas pela esquerda. Aos seis minutos, ele fez um cruzamento para Hernani que furou, de forma bisonha, e desperdiçou a chance. No minuto seguinte, o mesmo João Paulo descobriu Nixon na área, mas o atacante falhou ao tentar dominar a bola e perdeu a chance.

Dorival Júnior perdeu a paciência e trocou Nixon por Cleber Santana, numa tentativa de aproveitar os chutes de longa distância do meia.

O time comandado por Dorival Júnior seguia criando e desperdiçando oportunidades, diante de um adversário que se limitava a tentar evitar os gols. Aos 11 minutos, Nixon avançou pela direita e cruzou rasteiro, mas Hernani e Rafinha chegaram atrasados.

Aos 19 minutos, Roldofo que havia substituído Leonardo Moura, fez boa jogada e cruzou para Hernane que se atrapalhou e não concseguiu concluir. A bola ainda sobrou para Cleber Santana que concluiu para fora.

Depois de desperdiçar muitas oportunidades, o atacante Hernane acabou marcando o primeiro gol do Flamengo, aos 23 minutos. Ibson tocou de calcanhar para Rodolfo, o goleiro Jefferson saiu para abafar a jogada e a bola acabou nos pés de Hernane que não teve trabalho para empurrar para as redes.

Aos 28 minutos, o árbitro João Ennio Sobral sentiu câimbras e precisou interromper a partida durante alguns minutos para se recuperar. Depois do reinício, o Flamengo quase amplia em chute forte de Ibson, mas a bola saiu à direita do goleiro Jefferson. Logo depois, o goleiro do time da Baixada Fluminense fez bonita defesa em chute de João Paulo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade