Futebol/Campeonato Carioca - ( )

Na liderança de seus grupos, Fla e Bota duelam para garantir vaga

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)


Um choque de líderes. Assim pode ser considerado o clássico entre Flamengo e Botafogo, neste domingo, às 18h30(de Brasília), no Engenhão, no Rio de Janeiro, na principal atração da sétima rodada da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca. As duas equipes estão invictas na competição. O Rubro-Negro lidera o Grupo B com 16 pontos, dois a mais que o Glorioso, que lidera o Grupo A. Quem vencer estará matematicamente nas semifinais.

As duas equipes estão embaladas por bons resultados na rodada passada. O Flamengo goleou o Friburguense por 4 a 0, enquanto que o Botafogo conseguiu grande virada diante do Resende: 4 a 2. Os números também são aliados dos protagonistas do clássico. Os flamenguistas foram os que mais venceram até aqui: cinco vezes. Já os botafoguenses possuem o ataque mais positivo, com 15 gols marcados, média 2,5 gols por jogo. Essa realidade faz os dois lados esperarem um confronto muito equilibrado.

"Eu sempre falo, futebol é dentro de campo. Alguns jogos atrás ninguém falava que o Flamengo era favorito e hoje somos líderes. Nós sempre soubemos do nosso potencial. As duas equipes têm as melhores campanhas do campeonato. Esperamos o estádio lotado e quem vai ganhar são as duas torcidas. Nós jogamos bem contra o Vasco e a gente espera jogar de igual para igual com o Botafogo. Temos atacantes velozes e habilidosos. Não há favorito, mas espero que o Flamengo saia vitorioso e possamos comemorar a classificação", afirmou o goleiro Felipe, titular do Flamengo

Divulgação/Vipcomm
Visto como uma das grandes contratações do ano, Carlos Eduardo deve ser a novidade do Flamengo no clássico
Já Seedorf, apontado pelos jogadores do Flamengo como o principal destaque do adversário, prefere não individualizar o duelo e destaca a sensação vivida pelos atletas na véspera deste tipo de confronto. O holandês reconhece a importância deste clássico.

"É muito fácil se motivar com esses jogos. Quando tem esses jogos importantes, é preciso manter equilíbrio, ficar mais leve para a tensão não sobrecarregar. Quando se é criança, todo mundo sonha em jogar esses clássicos. Vou viver com as mesmas emoções que precisa esse tipo de jogo. Precisamos ter perfomance muito boa como time para vencer o Flamengo. É ter atenção e mostrar preocupação de fazer o nosso jogo", analisou.

Divulgação/Botafogo F. R.
Seedorf tem liderado o jovem time do Botafogo na boa campanha na Taça Guanabara

Em termos de escalação o Flamengo não deverá apresentar surpresas. O zagueiro chileno Marcos González e o volante paraguaio Víctor Cáceres, que não participaram da goleada sobre o Friburguense por estarem servindo as suas respectivas seleções em amistosos internacionais, reaparecem. O primeiro entrará no posto de Renato Santos, enquanto que o segundo barra Amaral. Porém a principal atração flamenguista será a estreia do meia Carlos Eduardo, grande contratação para a temporada e que jogará no posto de Nixon.

Pelo lado do Botafogo, o volante Marcelo Mattos, com uma lesão no tornozelo direito, foi vetado e dá seu lugar ao lateral esquerdo Julio Cesar, que vai atuar de maneira improvisada no setor, como fez em parte do confronto diante do Resende. O meia uruguaio Lodeiro, que estava servindo à seleção uruguaia em amistoso internacional, volta. Ele vai compor o quinteto de meio-de-campo com Julio Cesar, Seedorf, Fellype Gabriel e Vitinho. Pior para Cidinho, que fica como opção no banco de reservas. Andrezinho, com dores na coxa, é dúvida.

Arte GE.Net

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO X BOTAFOGO Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 17 de fevereiro de 2013 (Domingo)
Horário: 18h30(de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Assistentes: Rodrigo Joia (RJ) e Rodrigo Corrêa (RJ)

FLAMENGO: Felipe; Leonardo Moura, Wallace, Marcos González e João Paulo; Víctor Cáceres, Ibson e Elias; Carlos Eduardo, Hernane e Rafinha.
Técnico:Dorival Júnior

BOTAFOGO: Jéfferson; Lucas, Antônio Carlos, Bolívar e Márcio Azevedo; Julio Cesar, Fellype Gabriel, Lodeiro, Seedorf e Vitinho; Bruno Mendes.
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade