Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Horner afirma que renovação foi “natural” e não cogitou Ferrari

Milton Keynes (Inglaterra)

Depois de confirmar a renovação com a Red Bull, o chefe da equipe, Christian Horner, comentou sobre as negociações e reafirmou que não foi procurado pela Ferrari. O dirigente sequer cogitou a troca da escuderia taurina pela vermelha.

Horner contou que a renovação ocorreu de forma natural e nenhuma proposta da Ferrari o fez pensar sobre uma troca de ares, como foi especulado na imprensa europeia. "Foi algo natural para mim. Algo que era lógico. Eu vim para a Fórmula 1 com a Red Bull. Dietrich Mateschitz me deu essa oportunidade e eu era bastante jovem ainda, por isso foi uma mera formalidade ampliar o nosso relacionamento", explicou.

O chefe da escuderia se disse satisfeito na equipe, campeã dos últimos três mundiais na principal categoria do automobilismo. “O que temos alcançado com a Red Bull é realmente impressionante e especial. E o meu compromisso com a equipe é 100%".

AFP
Depois de três anos vitoriosos com a Red Bull, Horner contou que sequer cogitou trocar a equipe

A reunião do dirigente com membros da Ferrari foi realizada, porém apenas para tratar de assuntos referentes ao futuro da Fórmula 1. "A reunião na Ferrari não teve nada a ver comigo pessoalmente. Foram conversas sobre o futuro da Fórmula 1”, esclareceu.

“Tivemos um campeonato fantástico em 2012. Como as equipes chegaram a um acordo com o detentor dos direitos comerciais, é importante agora planejar bem o futuro. Nós estamos vendo coisas interessantes acontecendo dentro da Fórmula 1, por isso, às vezes, é bom sentar com um pequeno grupo e discutir alguns problemas maiores", detalhou o chefe da Red Bull, por fim.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade