Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Para diretor da Toro Rosso, sexta posição em 2013 é meta ambiciosa

Londres (Inglaterra)

Na apresentação do carro da equipe para a temporada 2013, o chefe da Toro Rosso, Franz Tost, apontou como objetivo para o ano a sexta colocação no Mundial de Construtores da Fórmula 1. Mais cauteloso, o diretor-técnico da equipe, James Key, acredita que a meta é possível, mas muito ambiciosa.

“Eu acho que pelo que vi na equipe até agora há duas partes. A primeira é a ambição de fazermos isso. Eu não acho que alguém tenha ficado satisfeito como nono lugar entre os construtores. A segunda é o tamanho da equipe e os recursos que temos. Nós estamos progredindo, mas é um grande passo obviamente, uma grande questão”, afirma o dirigente, em entrevista ao site da revista inglesa Autosport.

AFP
Jean-Eric Vergne e Daniel Ricciardo são os responsáveis por alavancar a Toro Rosso em 2013
Esta será a primeira temporada do engenheiro britânico na Toro Rosso. Foi ele responsável pelo desenvolvimento do surpreendente carro de 2012 da Sauber, uma das equipes que a Toro Rosso terá que superar caso queira chegar à sexta colocação.

“Se pudermos brigar com as equipes que estão na nossa frente, então não há razão para não brigarmos por essa posição. Então acredito que seja possível, já que a esperança e a vontade estão com o time. Mas é um grande objetivo para se alcançar”, ressalta.

O objetivo estipulado pela equipe na chegada de Key é superar os 26 pontos somados em 2012. Na última temporada, a Sauber, sexta colocada entre os construtores, acumulou 126, quase cinco vezes mais que a Toro Rosso.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade