Futebol/Copa Africana de Nações - ( )

Mali repete 2012 e vence disputa de terceiro lugar contra Gana

Porto Elizabeth (África do Sul)

Uma das principais favoritas ao título da Copa Africana de Nações, Gana decepcionou mais uma vez neste domingo após ser eliminada nas semifinais por Burkina Faso. Na disputa pelo terceiro lugar, a seleção repetiu o ano de 2012 e perdeu o terceiro lugar com uma derrota por 3 a 1 para Mali.

A derrota veio com falha de um dos jogadores mais confiáveis da seleção de Gana durante a competição. Wakaso Mubarak, jovem meio-campista do Villarreal, é o artilheiro da competição ao lado do nigeriano Emerike com quatro gols marcados, sendo três de pênalti. No entanto, neste sábado o atleta não correspondeu e não converteu uma penalidade que poderia devolver as chances de Gana no jogo.

AFP
Um dos destaques de Gana durante a Copa, Wakaso perdeu pênalti (Foto: Stephane de Sakutin)
Mali começou assustando com Mamadou Samassa exigindo boa defesa de Dauda com um chute da entrada da área aos dez minutos. 11 minutos depois, o próprio atacante cabeceou um cruzamento de Tamboura e, dessa vez, superou Dauda para abrir o placar.

Gana foi atrás do empate no primeiro tempo, tendo a melhor oportunidade em chute de longa distância de Wakaso aos 32 minutos, mas quem marcaria o próximo gol seria Mali. Já no etapa final, aos três minutos, o meio-campista ex-Barcelona Seydou Keita recebeu cruzamento de Coulibaly na área e bateu com categoria.

A grande chance de Gana de crescer no jogo veio aos 13 minutos com a marcação de um pênalti duvidoso, mas Wakaso decepcionou pela primeira vez na penalidade máxima na Copa Africana de Nações e bateu por cima do gol.

O ala Kwadwo Asamoah, da Juventus, ainda diminuiu com um chute de longa distância aos 37 minutos que contou com uma falha do goleiro Diakite, mas já era tarde: aos 37 minutos, o gol não possibilitou uma reação ganesa. Mali ainda ampliou no final do jogo com um gol de voleio do meia Sigamary Diarra aos 49 minutos.

Assim, Gana, segunda seleção mais vitoriosa da Copa Africana de Nações com quatro títulos, três a menos do que o Egito, não conquistou o segundo terceiro lugar de sua história. Já Mali, que teve como melhor performance o vice-campeonato em 1972, chegou ao terceiro lugar pela segunda vez consecutiva, repetindo o feito de 2012, quando derrotou Gana por 2 a 0 para conquistar a medalha de bronze.

AFP
O meio-campista ex-Barcelona Seydou Keita, hoje no chinês Dalian Aerbin, marcou o segundo gol de Mali (Foto: Stephane de Sakutin)

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade