Futebol Internacional/Copa Libertadores de América - ( - Atualizado )

Vélez e Gago estreiam na Libertadores contra Emelec, no Equador

Guaiaquil (Equador)

Atual campeão argentino, o Vélez Sarsfield abre sua participação na Copa Libertadores de América nesta terça-feira, em Guaiaquil, no Equador, às 22h30 (de Brasília), contra o Emelec, pelo Grupo 4. Ricardo Gareca, treinador da equipe, deverá promover a estreia de Fernando Gago, recentemente repatriado do espanhol Valencia, contra o líder do Campeonato Equatoriano.

Gago, que foi revelado pelo Boca Juniors e já defendeu o Real Madrid, entrará no meio-campo do Fortín e é visto como um “reforço fundamental” para a quarta participação consecutiva do clube na competição continental. Fabián Cubero, capitão do time, porém, acredita que a manutenção da base comandada por Gareca é o grande trunfo para brigar pelo torneio.

“O objetivo, sem dúvidas, é a Copa Libertadores. A vantagem que temos é que mantivemos a mesma equipe. Temos que seguir pelo mesmo caminho do ano passado, corrigindo algumas coisas, claro. Com a chegada de Gago, qualificou-se muito a equipe. E também somamos a Juan Sabia. Estamos bem”, disse Cubero ao diário argentino Olé.

Divulgação
Fernando Gago, ex-Valencia, foi a principal contratação do Vélez Sarsfield para a temporada e deve estrear
Em Guaiaquil desde domingo, o Vélez também é visto pelos adversários como um time muito competente. “É a equipe mais consolidada, há muito tempo com o mesmo treinador. Jogadores que chegam com a mesma ideia futebolística conhecem o treinador. Assim têm um funcionamento muito bom e por isso estão sempre em cima no futebol argentino. É uma equipe que joga igual em todos os campos. O bom é que o Emelec também”, analisou Gustavo Quinteros, treinador do time equatoriano, em entrevista à rádio Nueva Emisora Central, de Guaiaquil.

Gareca ainda não definiu os titulares e teve pouco tempo para treinar após vencer o Argentino Juniors, na sexta-feira, por 1 a 0. Apenas uma breve atividade de reconhecimento do estádio George Capwell pôde ser realizada.

Gago entraria ao lado de Cerro para formar a dupla de volantes, enquanto o colombiano Copete seria o companheiro de Lucas Pratto na frente. Facundo “Chucky” Ferreira, com problema no tornozelo direito, deve ficar, no máximo, como opção no banco de reservas.

Divulgação
Pela quarta Libertadores, Gareca é o técnico do Vélez
O provável Vélez para o duelo terá: Seba Sosa; Cubero, Tobio, Seba Domínguez e Papa; Cerro, Gago, Bella e Insúa; Pratto e Copete.

Pelo lado do Emelec, Quinteros conta com a vantagem de poder treinar especificamente para a partida. A equipe adiantou o duelo da terceira rodada do equatoriano para sexta (vitória de 3 a 1 sobre o Deportivo Cuenca) e conseguiu se preparar com tempo.

Com três vitórias em três jogos no nacional e dez gols marcados, a equipe aposta em dois novos nomes para o ataque. Marcos Caicedo, que retornou de empréstimo, está garantido entre os titulares e poderá ter como companheiro de ataque o paraguaio Pablo Zeballos, que estreou contra o Cuenca marcando.

“Ele pensa que está pronto para 90 minutos, mas deve esperar um pouco”, disse o técnico a respeito do paraguaio, escondendo o jogo a respeito da escalação. “Vamos colocá-lo de acordo com o que for conveniente”.

O Emelec deve ir com três atacantes e ainda conta com o importante retorno de três jogadores da seleção equatoriana: os zagueiros Gabriel Achilier e Óscar Baguí, e o meio-campista Pedro Quiñones.

Quinteros deverá escalar a equipe com: Dreer; Francis, Achilier, Baguí e Giménez; Quiñonez, Wila e Gaibor; Caicedo, de Jesús (Zeballos) e Mondaini.

Divulgação/Emelec
Gustavo Quinteros aposta na preparação especial do Emelec para sair com uma vitória sobre o Vélez Sarsfield

Nacional de Loco Abreu encara campeão equatoriano

Também nesta terça, o Nacional, do Uruguai, joga contra o Barcelona, de Guaiaquil, em Montevidéu. A equipe, tri continental e atual bicampeã uruguaia, tem o retorno de Sebastian “Loco” Abreu, que deixou o Botafogo após problemas com o treinador. O time do Uruguai está no Grupo 1 da competição e também conta com o ídolo Álvaro Recoba.

Universidad do Chile e Deportivo Lara, da Venezuela, que jogam em Santiago, pelo Grupo 7, completam o dia da Libertadores.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade