Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

"Chateado" com empate, Guto Ferreira exalta ponto fora de casa

Campinas (SP)

Apesar de a Ponte Preta vencer por 3 a 1 o Ituano até os 42 minutos do segundo tempo, neste sábado, e sofrer o empate nos minutos finais, o treinador Guto Ferreira exaltou a importância do ponto conquistado no estádio Novelli Júnior. O técnico lamentou o resultado pelas circunstâncias do jogo, mas destacou que não é fácil pontuar como visitante.

“Lamentamos porque tínhamos construindo o resultado e cedemos o empate nos últimos sete minutos de jogo. Dentro de uma competição isso pode acontecer em algum momento, serve para crescermos. Saímos bravos e chateados, mas vamos descansar e trabalhar forte para ir buscar novamente. Conseguimos um ponto fora de casa e lamentamos apenas pelas circunstâncias do jogo”, explicou.

Até o jogo deste sábado, a Ponte Preta havia levado apenas um gol na disputa do torneio estadual. Mesmo sendo vazada em três oportunidades diante do Ituano, a zaga alvinegra segue como a melhor da competição. Segundo Guto Ferreira, que optou por deixar Cicinho fora da equipe titular, o mau desempenho defensivo da equipe nos minutos finais aconteceu por causa de problemas físicos.

“Tínhamos alguns jogadores extenuados e tivemos que fazer escolhas na hora das mudanças. A defesa estava desgastada. Em lances de bolas paradas e com as boas substituições, o ataque deles sobressaiu”, completou.

O resultado colocou a Ponte Preta na liderança isolada do Campeonato Paulista, com 15 pontos. O segundo colocado, Santos (14 pontos), entra em campo ainda neste domingo e pode recuperar a primeira posição. Além disso, o time comandado por Muricy Ramalho é adversário da equipe campineira no próximo domingo, ás 19h30 (de Brasília), no estádio Moisés Lucarelli.

“Temos um jogo muito difícil contra o Santos, que vai valer a liderança. Precisamos nos preparar para esta partida. Estamos bem na tabela, somando pontos e chegando cada vez mais próximos de atingir o nosso objetivo dentro da competição”, encerrou Guto Ferreira.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade