Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Vandinho marca, vira goleiro, mas vê Azulão sofrer virada do Bugre

Campinas (SP)

A primeira vitória do Guarani veio em dos jogos mais peculiares do Campeonato Paulista. Nesta quarta-feira, a equipe de Campinas saiu atrás no placar, no Brinco de Ouro da Princesa, mas conseguiu virar o placar para 3 a 1 depois de o São Caetano ter dois jogadores expulsos. O goleiro Juninho recebeu o vermelho ao cometer o pênalti que originou o segundo gol bugrino e forçou a ida do atacante Vandinho para o gol.

O mesmo Vandinho foi o autor do único gol do Azulão, logo aos sete minutos do primeiro tempo. A virada do Guarani começou com Tiago Pagnussat, ainda na etapa inicial. Na metade final do jogo, Siloé, de pênalti, e o estreante Thiago Gentil garantiram a vitória.

Rivaldo, que tinha a expectativa de estrear pelo São Caetano, ficou apenas no banco do treinador Geninho. A desvantagem numérica e a lesão do goleiro titular Fábio não permitiram a entrada do campeão do mundo.

Com o primeiro triunfo, o Bugre chega a cinco pontos no Paulistão e respira aliviado fora da zona de rebaixamento, ultrapassando o próprio São Caetano na tabela.

A sétima rodada guarda duros confrontos para as equipes, contra dois grandes do estado. O Guarani encara o São Paulo, no sábado de Carnaval, no Brinco, enquanto o São Caetano vai ao Pacaembu para visitar o Corinthians.

O jogo – O ensopado Gramado do Brinco de Ouro precisou apenas de sete minutos para ver o primeiro gol da partida. Na segunda descida do São Caetano, Vandinho foi mais esperto que Tiago Pagnussat e Thiago Mathias, ficou com a bola e só empurrou para as redes.

A desvantagem no placar acendeu o Guarani, que partiu para cima. Em poucos, a equipe criou duas ótimas chances pelas pontas, mas não chegou ao gol. Do outro lado do campo, Juliano evitou o segundo do São Caetano e de Vandinho com boa defesa.Aos 17, Tiago Pagnussat fez, de cabeça, o gol de empate sobre Fábio, pego no contrapé.

O goleiro do Azulão seria substituído ainda no primeiro tempo por Juninho, com lesão sofrida no lance. Siloé logo assustou o novo goleiro visitante. A trave e uma grande defesa de Juninho impediram a virada do Guarani antes do intervalo.

Na volta dos vestiários, o jogo ficou quente e o árbitro Marcelo Rogério precisou distribuir cartões amarelos e vermelhos. Zé Vítor, que recebeu o primeiro amarelo com um minuto de segundo tempo, foi expulso aos oito, ao dar carrinho perigosos sobre Thiago Gentil.

Aos 12, Gentil roubou a bola e deixou Ronaldo Mendes na cara do gol. Juninho, que saiu do gol, levou o corte, acabou derrubando o atacante e deixando o São Caetano com nove em campo. Vandinho foi para o gol, mas não parou a cobrança de Siloé, com muita categoria, de virar o placar.

Com a vantagem numérica, o Guarani passou a jogar fácil. Vandinho fez três defesas impressionantes para um jogador de linha, mas aos 30 minutos cedeu em chute do estreante Thiago Gentil. O meia cortou a marcação e bateu colocado no canto esquerdo do improvisado goleiro do Azulão.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade