Futebol de Areia/Eliminatórias - ( - Atualizado )

Brasil abusa das chances perdidas, mas bate Equador na estreia

Merlo (Argentina)

Ainda que tenha perdido muitos gols, a Seleção Brasileira de futebol de areia não correu maiores riscos ao estrear nas Eliminatórias para a Copa do Mundo do Taiti-2013 com uma vitória por 6 a 4 sobre o Equador, na tarde desta segunda-feira. O duelo, disputado na Argentina, marcou a abertura da fase de classificação do Grupo B.

Jorginho (2), Benjamin, Bruno Xavier, Sidney e Bueno marcaram para os brasileiros, enquanto Cedeño, Ávala, Gallegos e Balión descontaram para os equatorianos. Com três pontos, o time canarinho lidera a chave, já que o Uruguai somou apenas dois pontos ao bater a Venezuela por 1 a 0 na prorrogação após empate por 2 a 2 no tempo normal.

“Vencemos e isso era o mais importante. Tivemos uma boa atuação, perdemos boas chances de gols, que podiam ter nos dado mais tranquilidade, mas alcançamos o nosso objetivo. As Eliminatórias vão ser assim, está tudo muito equilibrado e precisamos usar o que temos de melhor, a nossa qualidade”, disse Jorginho.

Com 305 gols pela seleção, ele é superado apenas por Júnior Negão (318) e Neném (336) no retrospecto geral. “Conseguimos manter um bom ritmo durante todo o jogo. Mesmo nos momentos em que eles empataram, tivemos calma para buscar o ataque. A experiência contou muito nesse bom resultado. Vamos crescer ao longo do campeonato”, apostou Jorginho.

Divulgação
Depois de vencer o Equador com autoridade, a Seleção Brasileira enfrenta o Uruguai na próxima rodada do torneio
Com 100% de aproveitamento em 28 partidas, o Brasil segue invicto na história das Eliminatórias. Na tarde desta terça-feira, a Seleção volta à arena para enfrentar o Uruguai às 16h30 (de Brasília). Em 47 confrontos, a Celeste venceu apenas duas vezes.

“Temos mais um jogo duro pela frente. É uma partida que vale muito, pois quem vencer dá um passo importante rumo às semifinais. As duas seleções se conhecem bem, com jogadores experientes e, além de um respeito grande, existe também muita rivalidade”, disse Buru.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade